Doping será punido com suspensão perpétua nos EUA

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 7 de dezembro de 2003 as 17:41, por: cdb

A Federação Americana de Atletismo (Usatf) aprovou neste domingo, em seu congresso anual, a suspensão perpétua dos atletas que praticarem doping a partir do próximo dia 1 de janeiro.

Regina Jacobs, Kevin Toth, John McEwan e um quarto atleta americano não identificado, que deram positivo por tetrahidrogestrinona (THG), não serão afetados pela nova norma.

O regulamento da Federação Internacional de Atletismo (Iaaf), em vigor atualmente nos Estados Unidos, pune com dois anos de suspensão no primeiro caso positivo por esteróides e o afastamento total no caso de reincidência.

A rigorosa medida foi aprovada com apenas um voto contra no Congresso da Usatf seguindo o programa “tolerância zero” para o doping, uma prática que salpicou de escândalos o atletismo americano nos últimos anos.

A denúncia anônima de um treinador de atletismo permitiu, em junho passado, esclarecer que atletas, jogadores de beisebol e de futebol americano estavam fazendo uso de um esteróide, a THG, desenvolvido para não ser detectado nos controles antidoping.

O Congresso aprovou a sanção apesar das conseqüências jurídicas que poderá ter, já que a legislação dos Estados Unidos proíbe a todas as federações impor castigos mais severos do que os previstos pelas federações internacionais.