Dono de crematório que escondeu mais de 300 corpos é indiciado nos EUA

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 27 de agosto de 2003 as 20:48, por: cdb

O operador de crematório Ray Brent Marsh, acusado no ano passado de esconder em sua propriedade mais de 300 corpos que deveriam ser cremados na cidade de Noble, no estado americano da Geórgia, foi indiciado por um grande júri nesta quarta-feira.

Marsh enfrenta 787 acusações: 122 de serviço de funeral fraudulento, 49 por falsos testemunhos, 179 por abuso de cadáveres e 439 por roubo.

Em fevereiro do ano passado, a polícia descobriu que o forno não funcionava e que os cadáveres enviados à cremação estavam sendo empilhados em depósitos ou jogados na floresta próxima há pelo menos 20 anos.

O acusado deve ir a julgamento em 23 de setembro.