Dólar vai abaixo dos R$ 3,50

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 20 de dezembro de 2002 as 11:30, por: cdb

Após cinco quedas sucessivas e refletindo positivamente a rolagem de dois terços da dívida cambial que vence no dia 2, o dólar registrou na manhã desta sexta-feira queda de 1%, cotado a R$ 3,440 para venda e R$ 3,435 para compra.

Com muitas empresas dando férias coletivas aos funcionários, este se transformou, na prática, no último dia útil do ano para fazer operações. O mercado funciona até dia 30, mas o volume de negócios na próxima semana deverá ser irrisório.

A moeda fechou nesta quinta-feira a R$ 3,475, o menor valor desde 20 de setembro. O risco Brasil também se situa no patamar dos 1.300 pontos, tendo chegado na mínima de quinta-feira a 1.402 pontos.

O mercado está mais otimista com a entrada de captações externas, com a proteção cambial ofertada pelo governo aos bancos para a virada do ano por meio de linhas externas, dólares que depois são devolvidos ao caixa do Banco Central, e com a futura equipe econômica.

O BC renovou na quinta-feira, sem dificuldades, dois terços da dívida de US$ 2,6 bilhões que vence dia 2, pagando taxas cerca de oito pontos percentuais menores do que as pagas na última rolagem. O feito animou ainda mais o mercado, e deve ter extensão hoje, com a oferta de mais 23 mil contratos cambiais (US$ 1,1 bilhão) às 12h.

Os investidores ficarão atentos à divulgação do PIB (Produto Interno Bruto) do terceiro trimestre tanto no Brasil como nos EUA. Além disso, o BC divulga hoje os números do governo central e o relatório sobre juros e spread bancário.

Ainda nesta manhã, o BC leiloa mais US$ 100 milhões em linha externa para entrega em 2 de janeiro e devolução em 6 de março. O BC já leiloou US$ 1,17 bilhão em linhas para suprir o mercado na virada do ano.