Dólar rompe barreira dos R$ 2, mas seguirá flutuando

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 15 de maio de 2007 as 12:34, por: cdb

O dólar manteve a trajetório de queda acentuada, nesta terça-feira, e rompeu a barreira dos R$ 2 pela primeira vez em seis anos. Às 10h30, a divisa norte-americana exibia baixa de 0,55% e era vendida a R$ 1,998, o menor preço durante os negócios desde 20 de fevereiro de 2001. Entre as notícias que movimentavam os mercados nesta manhã, um relatório mostrou que o Índice de Preços ao Consumidor (CPI, na sigla em inglês) dos Estados Unidos ficou em linha com o esperado em abril.

Em sua entrevista, no mesmo horário, em Brasília, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que “não há milagre” a se fazer sobre o câmbio, mas que o governo pode adotar algumas medidas que ajudem a dar mais competitividade às empresas brasileiras.

– O câmbio vai continuar sendo flutuante, e ele vai se ajustar. O que nós precisamos é de medidas tributárias… ao mesmo tempo incentivar que as empresas adotem inovação tecnológica”, acrescentou o presidente. “O dólar vai se ajustar na medida em que se importar mais bens de capital, reduzir a taxa de juro – disse Lula.

O presidente lembrou ainda que, à medida que o Brasil vai “consolidando sua economia, mais dólares vão entrar aqui”. Para Lula, isso mostra uma mudança positiva no cenário econômico.

– Se antes o banco (BC) tinha que vender dólar para poder baixar o preço do dólar, hoje estamos comprando para o dólar não baixar, e estamos comprando muito – disse.