Dólar interrompe tendência de queda e volta a subir

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 4 de abril de 2003 as 10:24, por: cdb

O dólar comercial abriu as operações desta sexta-feira em alta de 0,24% perante o fechamento de ontem, cotado a R$ 3,2530 para a compra e a R$ 3,2630 na venda. No mercado futuro, os contratos de maio negociados na BM & F tinham avanço de 0,12%, projetando a moeda a R$ 3,306.

Nesta quinta-feira, apesar de as cotações da moeda terem apresentado grandes oscilações, o movimento vendedor prevaleceu e o dólar fechou no menor nível do ano. Durante os negócios, as cotações oscilaram entre a máxima de R$ 3,2800 e a mínima de R$ 3,2300.

No encerramento, o dólar comercial fechou a R$ 3,2500 na compra e R$ 3,2550 na venda, o equivalente a uma baixa de 0,30% ante os R$ 3,2650 do fechamento de quarta-feira. É o menor nível registrado este ano. A menor cotação até então foi registrada no dia 14 de janeiro, quando o dólar ficou em R$ 3,2580 na venda.

Com uma fraca agenda de indicadores domésticos, as atenções dos investidores nesta sexta-feira devem ficar mais focadas no cenário de guerra e no comportamento das bolsas internacionais. Ontem, apesar dos avanços das tropas aliadas em Badgá, Wall Street encerrou o dia “no vermelho”. Com a expectativa de que o fim da guerra está próximo, os investidores consideram agora novas questões sobre o conflito no Iraque como, por exemplo, o possível uso de armas químicas e o combate nas ruas.

No front interno, a autoridade monetária fará hoje mais um leilão para alongamento da dívida pós-fixada do governo. Serão ofertadas até 2 milhões de Letras Financeiras do Tesouro (LFT), com vencimento a partir de junho de 2004 . Como pagamento, o BC recebe títulos com vencimento nos meses de maio, junho e julho. O resultado vai ser divulgado por volta das 14h30.