Dodô perde dois pênaltis e Flamengo acaba vencendo no Maracanã

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 14 de março de 2010 as 22:30, por: cdb

O Flamengo desconheceu a forte chuva que caia sobre o Maracanã e derrotou o Vasco, no “Clássico dos Milhões”, por 1 a 0, depois de a equipe cruzmaltina perder dois pênaltis na partida pela quarta rodada da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca. O resultado garantiu ao Rubro-Negro 100% de aproveitamento no Grupo A do torneio, com 12 pontos. O Gigante da Colina, porém, mergulha em uma crise, embora permaneça como líder do Grupo B, com nove pontos, na companhia do Botafogo.

A partida começou movimentada e o primeiro lance de perigo coube ao Flamengo. Aos 2 minutos, Fabrício bateu falta e a bola sobrou para Vinícius Pacheco, que chutou para a defesa de Fernando Prass. No rebote, Léo Moura, de primeira, jogou para a linha de fundo. Três minutos depois, o Vasco respondeu com Rafael Carioca, que arriscou de longe. Bruno colocou para escanteio.

Willians, ainda no primeiro tempo, derrubou Philippe Coutinho dentro da área e o árbitro assinalou pênalti claro para o Vasco. Dodô, no entanto, foi displicente e apenas colocou a bola no canto direito, para alegria do goleiro Bruno, que defendeu com tranquilidade. A torcida do Vasco veio abaixo e perdeu, de uma vez por todas, a confiança no artilheiro, que confirma sua má fase na carreira.

O segundo tempo começou movimentado e, aos quatro minutos, Vinícius Pacheco levou a bola até a área e dividiu com Fernando Prass, que foi na pelota, mas o juiz errou na penalidade do goleiro do Vasco. Adriano cobrou no cantinho esquerdo e marcou o gol da vitória rubro-negra.

Jéferson, logo após a parada técnica, havia acabado de entrar, foi lançado e finalizou, mas foi cortado por Álvaro, de carrinho, e colocou a mão na bola. Novo pênalti para o Vasco e, novamente, Dodô desperdiçou.

Na próxima rodada, o Vasco enfrenta o Olaria, sábado, às 19h30. No dia seguinte, no mesmo horário, o Flamengo faz outro clássico, desta vez contra o Botafogo.