Documentos provam ligação entre Saddam Hussein e Al-Qaeda

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 26 de abril de 2003 as 22:03, por: cdb

Documentos encontrados nos edifícios da inteligência iraquiana do regime de Saddam destruídos pelos bombardeios das forças da coalizão dão mostras do envolvimento do Iraque com a organização terrorista Al Qaeda, de Osama bin Laden, segundo a edição deste domingo do jornal britânico Sunday Telegraph.

Os papéis encontrados por jornalistas no sábado revelam que um membro da Al Qaeda se encontrou com oficiais iraquianos em Bagdá em março de 1998. Os documentos mostram um oficial da inteligência afirmando que o encontro foi “sensacional”.

O jornal afirma que o motivo do encontro era o de criar uma relação entre Bagdá e a Al Qaeda no ódio mútuo contra os EUA e a Arábia Saudita. O encontro teria sido tão proveitoso que se estendeu por uma semana e terminou com a proposta de uma visita de Bin Laden a Bagdá, segundo o jornal. Os jornalistas teriam encontrado um arquivo de três páginas sobre Bin Laden dentro de uma pasta em um quarto dos prédios da inteligência iraquiana.

– Agentes iraquianos tentaram maquiar as referência a Bin Laden usando corretivo líquido – afirma o jornal. – Após remover o corretivo, o nome se torna legível em três pontos do documento-.

Um das três páginas, datadas de 19 de fevereiro, foi marcada como “altamente secreta e urgente” e se referia a planos de viagem desde o Sudão do enviado secreto da Al Qaeda, descrito no documento como um confiável porta-voz de Bin Laden.

Outros documentos confirmam que o enviado viajou da cidade de Khartoum, no Sudão, para Bagdá em março de 1998 e que ele se hospedou no hotel Al-Mansour Meliá. Os documentos não revelam onde as reuniões se realizaram.