Divulgado comunicado conjunto Brasil-Síria

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 4 de dezembro de 2003 as 09:56, por: cdb

 O Ministério das Relações Exteriores divulgou nesta quinta-feira em Damasco o comunicado conjunto Brasil-Síria, que registra os pontos de entendimento entre os dois países, obtidos durante a visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O texto assinala que os dois presidentes mantêm pontos de vista coincidentes sobre os principais temas de política internacional, bem como sobre a importância do respeito à soberania dos países, à prioridade do direito internacional e ao papel das Nações Unidas na promoção da paz e da cooperação internacional.

O documento reproduz alguns dos principais pontos dos discursos feitos ontem por Lula e pelo presidente da Síria, Bashar Al-Assad. Entre eles, a necessidade urgente de se chegar a paz no Oriente Médio, baseada nas resoluções “pertinentes do Conselho de Segurança”. Registra ainda que o Brasil reconhece o papel essencial da Síria para o estabelecimento da paz na região.

O país visitado por Lula, entretanto, é alvo de possíveis sanções econômicas dos Estados Unidos que acusam o governo sírio de proteger e colaborar com grupos extremistas iraquianos.

Os presidentes do Brasil e da Síria ainda reforçaram, por meio do comunicado, a necessidade de acelerar a transferência do poder para o povo do Iraque, de acabar com a ocupação no país e de reformar a atuação das Nações Unidas.

Sobre as principais questões que levaram Lula ao seu roteiro pelo Oriente Médio – comércio e investimento – os presidentes registraram no comunicado interesse na reunião de Cúpula da América do Sul e dos países Árabes, marcada para 2004, como forma de propiciar uma maior aproximação entre as duas regiões e de possibilitar uma coordenação de posições comuns.

Os presidentes mencionaram ainda que o intercâmbio comercial entre a Síria e o Brasil está aquém do seu potencial, o que reforça os argumentos em prol da melhoria das relações comerciais bilaterais. Ambos se mostraram ainda favoráveis à criação de um comitê conjunto e de um conselho empresarial para tratar desses desafios.

A partida do presidente para Beirute, Líbano, está prevista para as 14h30 (10h30 em Brasília).