Distrito Federal faz campanha de prevenção da dengue

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 21 de setembro de 2011 as 11:14, por: cdb
Serão distribuídos panfletos sobre como evitar o mosquito da dengue

A campanha de prevenção a Dengue, lançada pelo governo do Distrito Federal, pretende mobilizar a sociedade para a prevenção da doença. Durante esta semana, serão promovidos debates em escolas públicas, distribuição de panfletos sobre como evitar o mosquito da dengue e vistorias em casas.

De acordo com o coordenador do Programa de Prevenção e Controle da Dengue da Secretária de Saúde do Distrito Federal, Ailton Domício, serão feitas vistorias em residências para combater o mosquito.

– Distribuiremos cartilhas e panfletos nesta sexta-feira e no sábado na rodoviária do plano piloto, e para aqueles que pegam metrô, estaremos colocando no sistema de áudio dos trens dicas de prevenção –, disse o coordenador.

A campanha contra a doença também ocorrerá em vários Estados, como o seminário Rio Contra a Dengue, que começou acontece no Rio de janeiro.

Do começo do ano até agosto de 2011 foram registradas 5.279 suspeitas de casos de dengue no Distrito Federal. Desse número, foram confirmados 1.303 casos da doença. Sendo que, 825 pessoas foram infectadas no Distrito Federal.

Segundo balanço semestral divulgado pelo Ministério da Saúde, os casos graves de dengue no país diminuíram 45% em relação ao mesmo período do ano passado. Do início do ano até julho, foram confirmados 8.102 casos graves, ante 14.685 no primeiro semestre de 2010. O maior índice registrado nos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Ceará.

No Brasil, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde, houve uma redução de 44% nas mortes, se comparado ao mesmo período do ano passado. De janeiro até agora, foram confirmados 310 mortes, e no mesmo período do ano passado foram 554 casos.

A Semana de Prevenção a Dengue foi criada por decreto neste ano. As ações de combate são intensificadas antes do período chuvoso, com o intuito de impedir o aumento de casos da doença. Mais informações sobre a programação no site do Ministério da Saúde.