Dirigentes do Grêmio querem impôr escalação

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 1 de maio de 2003 as 13:17, por: cdb

A informação surgiu como uma bomba no Jornal Zero Hora, nesta quarta-feira. Numa conversa gravada, o vice de futebol, o diretor do futebol profissional e o presidente do Grêmio cogitavam mexer na escalação do time. O técnico Tite foi chamado de teimoso e pode pedir demissão a qualquer momento.

Os repórteres ligaram para o presidente do clube, Flávio Obino e acabaram escutando a conversa dele com Luiz Eurico Vallandro, vice de futebol, e Luiz Onofre Meira, diretor de futebol. O dirigente havia esquecido o telefone celular ligado.

Durante a conversa “flagrada”, os dois conversaram que insistiriam na escalação de Caio para fazer parceria a Christian, no ataque, retirando Luís Mário.

– Ele (Tite) pegou no pé do Douglas. Quando ele pega implicância com alguém é difícil – afirmou o presidente Obino, que quer Douglas substituindo Roger. O capitão do Grêmio sente dores nas costelas e os dirigentes querem poupá-lo.

Na manhã desta quarta-feira, nenhum dos dirigentes envolvidos na trama conseguiriam ser ouvidos. O técnico Tite preferiu ficar em casa, não havia treinamento previsto, para dar esclarecimentos na parte da tarde. Não está descartada a possibilidade do treinador pedir as contas. Seu trabalho era criticado pela torcida e, agora, por parte dos dirigentes.