Diretor-geral da BBC defende resposta a escândalo envolvendo emissora

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 23 de outubro de 2012 as 07:09, por: cdb

Jimmy Savile, o apresentador no centro das denúncias de abuso sexual

O diretor-geral da BBC, George Entwistle, defendeu nesta terça-feira a resposta da empresa ao escândalo causado por denúncias de abuso sexual contra Jimmy Savile, um ex-apresentador e estrela da emissora nos anos 60 e 70.

Em depoimento ao comitê de cultura do Parlamento britânico, Entwistle disse que desde que surgiram as denúncias contra Saville – que ele chamou de “muito, muito graves” – a BBC fez “muito daquilo que deveria ter feito”.

Entwistle disse ainda acreditar que havia “um amplo problema cultural” na BBC no passado, e que isso teria permitido que Saville perpetrasse os abusos.

A polícia descreveu Savile – que também era DJ e morreu ano passado aos 84 anos – como um “predador sexual”, e disse acreditar que ele possa ter cometido abusos contra várias mulheres, até mesmo meninas, durante um período que se estendeu por 40 anos.

“Não há dúvidas de que o que Jimmy Saville fez e a maneira com que a BBC se comportou naqueles anos – a cultura e as práticas da BBC parecem ter permitido que Jimmy Savile tenha feito o que fez – vão gerar para nós perguntas sobre confiança e reputação”, disse Entwistle ao comitê de cultura, mídia e esportes do Parlamento britânico.

“Esse é um assunto de extrema gravidade e não se pode olhar em retrospecto com qualquer sentimento que não seja o de horror, para ser honesto, de que suas atividades tenham persistido o quanto persistiram sem ser detectadas”.