Diminui o índice de queimadas no Brasil

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 4 de setembro de 2003 as 17:23, por: cdb

O mês de agosto terminou com uma queda no número de queimadas no Brasil. A medição por satélites registrou 29.778 focos de fogo, 38% a menos do que os 48.182 focos registrados em agosto de 2002 e 8% menos do que os 32.503 registrados em agosto de 2001.

O período em que geralmente ocorrem as queimadas ainda se estende por mais três meses. Por isso, é cedo para comemorar o resultado. Mas, como não há ocorrência de chuvas fortes nas regiões de queimada, a diminuição pode ser resultado de fatores humanos.

O Pará foi o estado que apresentou maior queda no número de queimadas em agosto. De 16.120 focos de fogo em agosto do ano passado, o número caiu para 5.921 no mês passado. Os índices diminuíram também no Maranhão, Tocantins e na maioria dos estados que não fazem parte da Amazônia.

Acre e Rondônia tiveram aumento no número de queimadas. O total de focos de fogo registrados no Acre foi de 725 contra 233 há um ano. Em Rondônia, foram 4.174 focos no mês passado contra 1.892 em agosto de 2002.

Uma nova fronteira agrícola na divisa do estado do Amazonas com Mato Grosso e Rondônia vem aumentando consideravelmente o número de queimadas na região. Foram 254 focos de queimada no mês passado contra 224 em seis meses de 2002.

— Há uma expansão da soja, nas áreas de campos, e uma pressão de migração, proveniente dos estados vizinhos — reconhece Virgílio Viana, secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Amazonas.