Dilma vai a Manaus apoiar Vanessa

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 22 de outubro de 2012 as 09:28, por: cdb

Do sítio Vermelho:

A zona Norte foi o local escolhido para a realização do comício da candidata Vanessa Graziottin (PCdoB) com a presidenta Dilma Rousseff nesta segunda (22), às 20 horas, na rua Curaçao, conjunto Galileia. Dilma chega por volta das 18 horas na capital, para onde se desloca exclusivamente para levar apoio à candidata comunista. No segundo turno das eleições municipais, a presidenta decidiu fazer campanha em apenas três capitais: Salvador, São Paulo e Manaus.

Durante encontro em Brasília, na semana passada, quando confirmou sua viagem a Manaus, Dilma disse a Vanessa que em nenhum momento “titubeou” na decisão que tomou de fazer campanha na capital amazonense. No primeiro turno, ela gravou programa eleitoral de apoio à candidata.

Vanessa afirmou que a presença da presidenta Dilma é uma sinalização clara da importância que têm as eleições em Manaus para a conjuntura nacional. “O que está em jogo são os projetos políticos. De um lado está o time que vem transformando o Brasil para melhor do ponto de vista econômico e social. Do outro estão as forças do atraso que já governaram este país e nada fizeram, inclusive para a Zona Franca de Manaus. Portanto, isso precisa ficar claro para os eleitores”, disse a candidata.

Ela cita como exemplo a presença do senador tucano Aécio Neves (MG) no palanque de seu adversário Arthur Virgílio Neto no comício desta semana. Aécio é um árduo defensor da PEC da Música, que acaba com as vantagens comparativas da Zona Franca na produção de CDs e DVDs. Cerca de 10 mil empregos locais estão em risco por causa dessa proposta. Requerimentos apresentados por Vanessa na Mesa do Senado adiaram a votação da matéria na última terça.

Nas ruas

A candidata fez neste domingo (21) uma grande carreata pelas ruas de Manaus que começou na estrada da Ponta Negra e terminou pelas ruas da zona Leste. Durante o trajeto, a candidata desceu do carro para conversar com garis que reclamaram dos baixos salários. Eles, que ganham o valor líquido de R$ 600,00, disseram que receberam a advertência dos seus superiores de que caso Vanessa vença a eleição todos perderão o emprego. “Não vão perder o emprego e os salários serão melhores”, garantiu a candidata, que posou para fotos com centenas de garis na rua Boulevard Álvaro Maia.