Dilma repassa R$ 1,4 mi às vítimas das chuvas no Sul

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 30 de outubro de 2015 as 13:58, por: cdb

Por Redação, com ABr – de Brasília:

Foi autorizado pelo Ministério da Integração Nacional a transferência de R$ 1,4 milhão para ações de defesa civil em Santa Catarina. O Estado tem 109 municípios afetados pelas chuvas fortes, vendavais e granizos desde o início de outubro. A portaria que autoriza a transferência de recursos foi publicada na edição desta sexta-feira do Diário Oficial da União. O prazo para execução das obras e serviços é 180 dias.

Boletim divulgado nesta sexta-feira pela Defesa Civil de Santa Catarina informa que os 109 municípios foram afetados por eventos como chuvas intensas, enxurradas, deslizamentos e alagamentos. Os desalojados chegam e 21.193 e os desabrigados 1.873. O estado contabiliza 12.695 residências danificadas ou destruídas. De acordo com a Defesa Civil, entre a noite desta sexta-feira e o sábado uma nova frente fria se aproxima de Santa Catarina, provocando pancadas de chuva e temporais isolados com granizo, principalmente do Oeste ao Planalto.

Boletim divulgado nesta sexta-feira pela Defesa Civil de Santa Catarina informa que os 109 municípios foram afetados
Boletim divulgado nesta sexta-feira pela Defesa Civil de Santa Catarina informa que os 109 municípios foram afetados

De acordo com a Defesa Civil, a passagem frequente de frentes frias e sistemas de baixa pressão que se intensificam no Paraguai estão entre os fatores que favoreceram as chuvas persistentes em Santa Catarina.

Em razão das chuvas, as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que ocorreram no final de semana, não puderem ser aplicadas em dois municípios de Santa Catarina: Rio do Sul e Taió. Os estudantes farão as provas em outra data.

Bolsa Família

Na última segunda-feira, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome informou que antecipou o pagamento do Bolsa Família para famílias atingidas pelas chuvas no Paraná e no Rio Grande do Sul.

De acordo com o ministério, a medida vai beneficiar 98,7 mil famílias em 61 cidades do Rio Grande do Sul e seis municípios paranaenses. A lista completa está disponível no site do ministério.

As famílias poderão sacar o benefício independentemente do último número impresso no cartão. Normalmente, os beneficiários seguem um calendário de saque apresentado no início do ano, no qual as datas são definidas de acordo com o último algarismo impresso no cartão.

Mesmo se o beneficiário tiver problema com o cartão, pode retirar o valor disponível. Para tanto, ele deve ir ao setor do Bolsa Família na cidade e solicitar uma declaração especial para o pagamento, válida por 60 dias.

Mais de 177 mil pessoas foram afetadas pelas chuvas em 132 municípios do Rio Grande do Sul. Muitas famílias ficaram desalojadas e mais de mil desabrigadas. O governo federal já reconheceu situação de emergência em 67 municípios do Rio Grande do Sul, entre eles a capital, Porto Alegre. No Paraná, mais de 9 mil pessoas foram atingidas pelas chuvas.