Dilma e Hollande discutem crise econômica internacional e venda de caças

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 11 de dezembro de 2012 as 11:41, por: cdb
Dilma
A presidente Dilma Rousseff é recebida pelo presidente da Assembleia Nacional francesa, Claude Bartolone, em Paris

A presidenta Dilma Rousseff reuniu-se nesta terça-feira com o presidente da França, François Hollande, nesta capital. Trata-se do segundo encontro em seis meses, pois em junho ambos estiveram juntos durante a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, no Rio de Janeiro. A pauta da reunião foi a crise econômica internacional e os projetos nas áreas de defesa, educação, ciência, tecnologia e inovação.

Às 11h (8h de Brasília) Dilma participou da cerimônia oficial de chegada, em Les Invalides, o palácio do governo francês. Depois, seguiu para reunião com o presidente da Assembleia Nacional. Às 15h, a presidenta participa do Fórum pelo Progresso Social – O Crescimento como Saída para a Crise, organizado pelo Instituto Lula e pela Fundação Jean Jaurès.

A conversa com Hollande ficou confirmada para as 17h (14h de Brasília), no Palácio Eliseu. No mesmo local há a cerimônia de troca de condecorações, depois a assinatura de atos e uma entrevista coletiva. Às 20h30, Hollande oferece um jantar para Dilma. Em discussão, a venda de 36 caças franceses ao Brasil.

Em agosto, os ministros Antonio Patriota (Relações Exteriores) e Celso Amorim (Defesa) reuniram-se com autoridades francesas para conversar sobre o assunto. Os Rafale, da francesa Dassault, concorrem com os F/A-18E/F Super Hornet, da norte-americana Boeing, e com os Gripen NG, da sueca Saab. Mas o processo ainda está indefinido.

Na visita à França, Dilma também define a parceria para a ampliação da oferta de bolsas para brasileiros interessados em estudar na França. A meta é aceitar alunos de pós-graduação e gradução. O memorando de entendimento será assinado hoje  entre os ministérios brasileiros da Educação e da Ciência, Tecnologia e Inovação com o Ministério do Ensino Superior e da Pesquisa da República da França.

No dia 12, estarão no seminário o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro da Fazenda, Guido Mantega. No total, foram convidadas 25 pessoas consideradas de destaque internacional. Lula participará da mesa-redonda Reflexões para o Futuro, e Mantega dos debates sobre justiça social em uma economia globalizada.

Durante a viagem à França, Dilma também quer conversar sobre a ampliação de parcerias com a França nas áreas de educação, ciência, tecnologia e inovação. Em discussão, o programa Ciência sem Fronteiras. De Paris, a presidenta segue para Moscou. A viagem à Rússia deve ser a última internacional de Dilma em 2012.