Dia de confronto entre camelos e guarda municipais

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 4 de dezembro de 2003 as 10:06, por: cdb

O guarda municipal Marco Aurélio Ferreira dos Santos Silva, de 32 anos, baleado com dois tiros na cabeça nesta quarta-feira, no Centro, morreu horas depois. Ele foi uma vitima dos confrontos diários entre camelôs e guardas municipais no Centro do Rio. A violência continuou na madrugada. Dois homens de preto foram flagrados instalando explosivos no prédio onde funciona a 8 ª Inspetoria da Guarda Municipal, na Tijuca.
 
Marco Aurélio foi morto quando participava de uma operação de rotina. Segundo a Guarda, o grupo de camelos se aproximou dos guardas e do meio da multidão um homem armado fez vários disparos, dois deles atingiram Marco.
 
Segundo a guarda municipal, os homens foram flagrados por uma viatura que fazia o patrulhamento da área e estranhou os dois abaixados junto ao prédio.  Quando os policias se aproximaram os homens fugiram em direção ao Morro do Salgueiro. No prédio foram encontrados explosivos de plástico com pavio junto a parede e mais em uma sacola deixada pelos bandidos. O registro foi feito na 19ª DP (Tijuca).