Dez pessoas morrem em explosão nas Filipinas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 4 de janeiro de 2004 as 09:19, por: cdb

Pelo menos dez pessoas morreram e quarenta ficaram feridas, entre elas o prefeito de Parang, na explosão, ocorrida neste domingo, de uma bomba em um ginásio poliesportivo dessa localidade da ilha de Mindanao, no sul das Filipinas, informaram fontes policiais.

Segundo o chefe da polícia de Parang, Isnaji Bantala, a explosão aconteceu na tarde de hoje quando centenas de pessoas estavam reunidas para presenciar uma partida de basquete na cidade, localizada 900 quilômetros ao sudoeste de Manila.

Bantala disse que se tratava de uma bomboa que havia sido colocado perto de onde estava sentado o prefeito de Parang, Vivencio Bataga, que sofreu ferimentos leves e foi atendido em um hospital, assim como os outros feridos.

Tanto Bantala como Bataga disseram que o alvo do ataque era o próprio prefeito, um ex-coronel do Exército que no ano passado sobreviveu a outros três atentados, mas não responsabilizaram nenhum grupo armado especificamente.

A região, de maioria muçulmana, é um dos redutos da Frente Moura de Libertação Islâmica (FMLI), o maior grupo separatista de Mindanao, que atualmente mantém uma trégua com o Governo à espera de que, este mês, sejam iniciadas negociações de paz na Malásia.

Mas em Mindanao, assim como no resto do arquipélago, este tipo de violência faz parte do panorama político, especialmente quando se aproxima um período eleitoral como o pleito presidencial, legislativo e municipal marcado para o dia 10 de maio.