Dez escolas lutam neste sábado no Rio para chegar ao Grupo Especial

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 2 de fevereiro de 2008 as 10:40, por: cdb

A Passarela do Samba carioca assiste na noite deste sábado e início da manhã de domingo a disputa por uma vaga na primeira divisão do Carnaval carioca, que garante direito a desfilar ao lado das grandes escolas nas chamadas “noites nobres” do Sambodromo, o Domingo e Segunda-feira de Carnaval.

Dez escolas de samba do Grupo de Acesso A estarão no Sambódromo em busca do título. Só a campeã passará à elite e ganhará o direito de preparar o desfile do ano que vem na espaçosa Cidade do Samba. Duas agremiações descerão para o Grupo B.

Primeira a desfilar, a Estácio entra na Sapucaí para recuperar o lugar perdido entre as grandes do Carnaval. O enredo viaja pelo passado para falar sobre o futuro, em temas como astrologia, profecias e horóscopo.

Em seguida, a União da Ilha do Governador levará à Avenida seu samba de 1982, ‘É Hoje’, um dos mais famosos de todos os tempos e que atraiu muitos foliões.

Quatro agremiações vão recontar a chegada da Família Real no Brasil, que completa 200 anos em março. A Lins Imperial vai mostrar como uma criança veria as transformações do Rio na época. E a Império da Tijuca virá com carros grandiosos para contar a história do Jardim Botânico, com direito a boneco de Dom João VI de 10 metros de altura, que saudará o público.

Já a Acadêmicos de Santa Cruz exalta o progresso econômico com muitos efeitos especiais. A escola investiu em iluminação e efeitos, como bolas de sabão e confetes que sairão dos carros, todos articulados. A Renascer de Jacarepaguá abusará de coreografias e brincadeiras para transformar a Avenida em Corte do Carnaval. A escola é a que trará mais famosos, como Nívea Stelmann, que será a rainha de bateria, Juliana Alves, Mel Lisboa e o galã Iran Malfitano.

A Caprichosos exaltará Itaboraí. A Acadêmicos do Cubango abordará a cultura negra pela perspectiva da dança.

Na Rocinha, que fará ode ao Nordeste, um dos destaques é a rainha de bateria, Fábia Borges. O Império encerra o desfile apostando que Carmem Miranda à levará de volta ao Olimpo.
A última escola entrar na pista será a Império Serrano, cujo desfile está programado para começar às 6 horas da manhã de domingo. A escola de Madureira repetirá homenagem a Carmem Miranda, que já lhe garantiu o título de campeã entre as grandes no Carnaval de 1972.