Detentos voltarão para Bangu 1 em uma semana

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 10 de outubro de 2002 as 01:07, por: cdb

O comandante da PM (Polícia Militar) do Rio, coronel Francisco Braz, disse na manhã de hoje que os sete traficantes que estão presos no Batalhão de Choque deverão retornar na semana que vem para o presídio de segurança máxima Bangu 1 (zona oeste).

A declaração de Braz ocorreu menos de 24 horas depois do tumulto provocado por quatro presos, que depredaram a cela que ocupam na unidade.Entre os presos na unidade estão Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, e Elias Pereira da Silva, o Elias Maluco.

Braz recebeu do secretário estadual de Justiça, Paulo Saboya, a garantia de que Bangu 1 estará pronto para receber os presos na próxima semana.

O presídio foi parcialmente destruído durante uma rebelião ocorrida no dia 11 de setembro, quando traficantes ligados ao CV (Comando Vermelho) mataram quatro rivais da facção criminosa ADA (Amigo dos Amigos), entre eles Ernaldo Pinto de Medeiros, o Uê.

Em vistoria realizada hoje em Bangu 1, o secretário nacional de Justiça, Antônio Rodrigues de Freitas Júnior, afirmou que a reconstrução do presídio está praticamente concluída.

“As portas das celas já foram consertadas. Falta apenas acertar alguns detalhes nos sistemas elétrico e hidráulico”, disse.

O secretário informou ainda que os bloqueadores de celulares que começaram a ser instalados na semana passada em Bangu 1 já estão funcionando. Anunciou também que a casa de custódia construída pelo governo federal no complexo penitenciário de Bangu deverá ser inaugurada no final de novembro e abrigará até 350 presos não condenados.

O clima hoje no Batalhão de Choque foi de tranquilidade, mesmo com a ida de Elias Maluco ao fórum, onde prestou depoimento. Pelo menos cinco policiais faziam a segurança no portão principal da unidade. Os presos receberam atendimento médico e cada um falou com seu advogado durante 20 minutos.