Desistir dos Jogos do Rio foi decisão mais difícil, diz golfista Spieth

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 12 de julho de 2016 as 13:32, por: cdb

Com a desistência do vencedor de dois grandes títulos da modalidade, nenhum dos quatro maiores golfistas do mundo irá competir na Rio 2016

Por Redação, com Reuters – de Troon, Escócia/Londres:

 

O golfista número três do mundo, Jordan Spieth, disse nesta terça-feira que a decisão de não participar do torneio olímpico de golfe no Rio de Janeiro no mês que vem, na volta do esporte aos Jogos após ausência de 112 anos, foi a mais difícil de sua vida.

O norte-americano de 22 anos adotou um tom apropriadamente respeitoso ao informar suas razões para se ausentar dos Jogos Rio 2016.

Golfista número três do mundo, Jordan Spieth, durante treino na Escócia
Golfista número três do mundo, Jordan Spieth, durante treino na Escócia

– Esta provavelmente foi a decisão mais difícil que já tive que tomar na minha vida – disse Spieth em uma coletiva de imprensa antes do 145º Aberto do Reino Unido, que começa no clube de golfe Royal Troon, na quinta-feira.

– Foi algo com que me debati muito. Fui e voltei nisso, e no final das contas foi preciso tomar uma decisão na segunda-feira.

Com a desistência do vencedor de dois grandes títulos da modalidade, nenhum dos quatro maiores golfistas do mundo irá competir na Rio 2016, Jason Day, Dustin Johnson e Rory McIlroy já haviam feito a mesma escolha.

Spieth enfatizou que não foi somente a preocupação com o surto de zika que o fez desistir.

– Não estou destacando especificamente esta ou aquela coisa nas minhas preocupações de saúde – afirmou, referindo-se ao vírus transmitido por mosquitos que a Organização Mundial da Saúde (OMS) diz estar se disseminando rapidamente nas Américas.

– Vocês divulgaram isso sem que eu o tenha dito. São preocupações de saúde como um todo.

 

Spieth, que não detalhou estas preocupações, disse ser um grande fã da Olimpíada e que por isso foi tão duro para ele decidir não ir.

– Sou um grande defensor do golfe olímpico – explicou. “Para mim, é o evento esportivo mais empolgante de se ver na TV, e ter a chance de ser parte dele é algo que eu certamente anseio em tentar”.

– Não espero que ninguém entenda, mas confio que acreditem que estou tomando a decisão certa para mim, para meu futuro e o daqueles ao meu redor.

– Mas terei como objetivo estar em Tóquio em 2020. Farei disso um objetivo significativo.

Boicotar Rio 2016

Alguns golfistas estão usando o vírus zika como desculpa para boicotar a Olimpíada do Rio de Janeiro de 2016 porque os grandes eventos de altas premiações importam mais para eles, disse nesta terça-feira o remador britânico Steve Redgrave, dono de cinco medalhas de ouro.

Redgrave, que conquistou seus ouros em cinco Olimpíadas diferentes, questionou por que tantos homens, e tão poucas mulheres, decidiram não participar do primeiro torneio de golfe olímpico em 112 anos.

– Acho que eles estão simplesmente usando isso (zika) como uma desculpa por causa de seu calendário cheio. Eles gostam da ideia da Olimpíada, mas na hora H os grandes torneios são muito mais importantes – disse ele à agência britânica de notícias BBC.

– Infelizmente este também é um esporte voltado para o dinheiro, então eles não ganham nada indo à Olimpíada – acrescentou.

– Acho que Zach Johnson realmente resumiu tudo, e gostaria que todos abrissem o jogo e dissessem que essa é a verdadeira razão de não estarem indo, em vez de usarem outra desculpa – acrescentou Redgrave.

O norte-americano Johnson, campeão do Aberto do Reino Unido que não estará na Rio 2016, questionou na segunda-feira se o esporte realmente tem lugar na programação dos jogos.

Os fãs de golfe, disse ele aos repórteres no clube de golfe Royal Troon, realmente esperam pelos grandes torneios e pela Ryder Cup (competição de golfe bienal por equipes entre Europa e Estados Unidos), e essas são suas principais motivações como jogador.

– Sem querer ofender a Olimpíada, eu preferia estar na equipe da Ryder Cup – afirmou.

Os quatro maiores golfistas do mundo, Jason Day, Dustin Johnson, Jordan Spieth e Rory McIlroy, estão entre os esportistas que desistiram da Rio 2016 por causa dos temores relacionados ao zika vírus.

O vírus transmitido por mosquitos tem potencial de causar problemas graves em bebês cujas mães foram infectadas durante a gravidez, incluindo a microcefalia, uma má-formação craniana.