DESFILE DE ESTILISTA RUSSA CRITICA GOVERNO DE PUTIN

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 19 de outubro de 2012 as 12:59, por: cdb

SÃO PETESBURGO, 19 OUT (ANSA) – Moda e política se uniram nas passarelas russas, com modelos seminus e suas partes íntimas cobertas por cartazes com a palavra “censura”, durante o desfile da “estilista rebelde” Svetlana Petrova, no Aurora Fashion Week.
   
A imprensa local, no entanto, interpretou hoje o fato como uma afronta ao regime do presidente da Rússia, Vladimir Putin, especialmente, em defesa ao grupo musical Pussy Riot, cujas integrantes cumprem pena por uma de suas músicas.
   
Entre as peças polêmicas do desfile destacam-se duas. Em uma delas, a modelo usava uma máscara branca sem expressão e vestia uma capa preta, e na outra, o modelo usava uma túnica preta e larga, deixando o traseiro à mostra.
   
O desfile de Petrova, realizado nesta quinta-feira, ocorreu quatro dias após um tribunal de Moscou recusar uma apelação apresentada pela defesa de uma das jovens da Pussy Riot, que tinha como objetivo melhorar suas condições na penitenciária. (ANSA)