Derrota para o Vasco faz o Flamengo virar ao avesso

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 18 de outubro de 2001 as 19:04, por: cdb

De acordo com uma hierarquia de uma empresa, o presidente é quem manda, certo? No caso do Flamengo essa frase está errada! Na Gávea parece que tudo é surreal, o presidente manda, o subordinado desrespeita, o vice de futebol desmanda nas ordens do presidente e defende o empregado…

O tumulto foi formado desde a derrota do Flamengo para o Vasco por 5 a 1, pelo Campeonato Brasileiro. Na ocasião o presidente do Flamengo, Edmundo dos Santos Silva, ordenou que o time treinasse em tempo integral, mas o técnico Zagallo foi o primeiro a reclamar e logo em seguida os jogadores também começaram a reclamar. Mas tudo piorou quando o craque Petkovic faltou a um treino no dia seguinte de um jogo e foi defendido pelo vice-presidente de futebol Walter Oaquim, que declarou que a reapresentação era uma frescura, que o certo era o que Romário fazia, que ia ao clube tomar café e depois ia embora.

O presidente Edmundo Santos Silva ficou irritado com a declaração e disse que frescura é o Flamengo estar na atual posição no Campeonato Brasileiro, que frescura era ver um torcedor do clube sofrendo.
Walter Oaquim disse que já conversou com o prsidente do Flamengo por
telefone e que o episódio já foi superado. Ele disse também que os jogadores podem ser liberados conforme o planejamento da comissão. O planejamento é feito pelo preparador físico Toninho Oliveira.

Edmundo Santos Silva disse que é o centro das cobranças e disparou: “A
comissão tem o poder para ponderar, mas vai arcar com a responsabilidade total. Pois sou eu que seguro as pembas”.