Deputados discutem violência urbana na Alerj

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 8 de outubro de 2009 as 11:57, por: cdb

A Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) recebe nestas quinta e sexta-feiras os parlamentares da Câmara Federal que integram a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que pretende apurar as causas da violência urbana no Brasil.

O grupo, vindo de Brasília, visitará o presidente da Alerj, deputado Jorge Picciani (PMDB), às 10h30, e realizará duas audiências públicas na Casa, com a presença de diversos especialistas no assunto, entre eles o secretário de Planejamento e Integração Operacional, da Secretaria de Estado de Segurança, Roberto Cesário de Sá.

A primeira audiência será nesta quinta, às 14h, na sala 311, do Palácio Tiradentes. O encontro contará com a presença da antropóloga social, Ana Paula Miranda, do professor da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) Ignácio Cano e da coordenadora do Grupo de Estudos em Justiça Criminal e Segurança Pública da Universidade Cândido Mendes, Jaqueline de Oliveira Muniz.

Os parlamentares recebem também  Roberto Cesário de Sá. Nesta sexta-feira os trabalhos começam às 9h, na sala 311, quando os deputados federais ouvirão o ex-secretário nacional de Segurança Pública, Luís Eduardo Soares, o coordenador da Ong Viva Rio, Antonio Rangel Bandeira, a diretora do Centro de Estudos e Cidadania, Julita Lemgruber, e a antropóloga da Uerj Alba Maria Zaluar.

A comitiva será composta pelos deputados Alexandre Silveira (PPS-MG), presidente da CPI, Paulo Pimenta (PT-RS), relator, Raul Jungmann (PPS-PE), Francisco Tenório (PMN-AL), Marcelo Itagiba (PSDB-RJ), Antonio Carlos Biscaia (PT-RJ), Simão Sessim (PP-RJ), Major Fábio (DEM-PB), Rogério Lisboa (DEM-RJ), William Woo (PSDB-SP), Fernando Gabeira (PV-RJ), Domingos Dutra (PT-MA) e Marina Maggessi (PPS-RJ).

Além das audiências na Alerj, a comitiva vai visitar, nesta sexta-feira, a Delegacia de Repressão a Entorpecentes, o Morro Santa Marta e a ONG Viva Rio.