Deputado Bigardi defende CPI para apurar fraudes na Saúde

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 22 de junho de 2011 as 15:02, por: cdb

“Pessoas indo até o hospital em estado grave e voltando para casa por falta de atendimento, do outro lado do balcão temos médicos que não trabalham e recebem R$ 15 mil. Essa é infelizmente a realidade de alguns hospitais no Estado de São Paulo”. Palavras do deputado estadual Pedro Bigardi da tribuna da Assembleia, no dia 21 de junho, ao comentar sobre as denúncias de fraudes nos hospital estaduais.
A reportagem no programa Fantástico desse domingo, 19, mostrou a denúncia de corrupção no Hospital de Sorocaba, onde médicos são acusados de receber por plantões que jamais trabalharam. “Tem denúncias de médicos que trabalham 218 semanais, o que daria 31 horas diárias, isso é inadmissível. Em três anos foram mais de R$ 18 milhões desviados que poderiam ser investidos na melhoria da saúde pública, independentemente de valores as denúncias envergonham qualquer homem público”, afirmou.

“Nós deputados estaduais temos a obrigação de fazer investigação desse caso, nós da bancada do PCdoB não aceitamos ouvir isso calados sem que haja investigação e apuração pela dignidade do servidor público”, complementou o deputado.

Na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Hamilton Pereira (PT), com o apoio da bancada do PCdoB, apresentou requerimento para instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar as denúncias. Bigardi já assinou o documento.

Na opinião de Bigardi é preciso reorganizar o sistema de saúde no Estado de São Paulo com uma melhor gestão e aplicação dos recursos públicos. “Temos muitos problemas na saúde pública, na minha cidade Jundiaí, por exemplo, temos uma Casa de Saúde fechada há mais de quatro anos e até agora nada foi feito para sua reabertura, e do outro lado da rua temos o hospital São Vicente de Paulo que atende mais de 700 mil pessoas, um hospital superlotado”, exemplificou.