Denúncias de grampo deixam Mello “perplexo”

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 24 de fevereiro de 2003 as 16:37, por: cdb

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, afirmou hoje que se as investigações das denúncias de grampo telefônico na Bahia comprovarem o envolvimento de algum parlamentar, o Supremo deverá entrar no caso, pois tem competência para isso. Sem citar nomes ou entrar em detalhes a respeito do escândalo, o ministro garantiu: “Isso me deixa perplexo”.

Neste final de semana, o ministro chefe da Casa Civil, José Dirceu, defendeu as investigações das denúncias pela Comissão de Ética do Senado e pelo Supremo Tribunal Federal. Marco Aurélio Mello disse que, apesar da necessidade de rigor nessas investigações, não se pode atuar com precipitações. “Precisamos aguardar aspectos mais concretos”, disse ele.

Marco Aurélio, que esteve hoje em São Paulo visitando as obras do Fórum Trabalhista de São Paulo e participando da assinatura do convênio entre o Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo e a UNIFMU, para produção de programas do TRT-SP para a TV-Justiça, comentou também sobre os avanços nas discussões da Reforma da Previdência, resultado da reunião entre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os governadores de todo o País. “Qualquer mudança deve observar os parâmetros constitucionais, é necessário respeito irrestrito à Constituição”, observou ele.