Dengue: Número de casos continua aumentando no Rio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 2 de junho de 2011 as 11:00, por: cdb
A dengue é transmitida pelo aedes aegypti, que se reproduz em locais com água parada

Apesar dos dias mais frios de outono, o que reduz o ciclo do mosquito Aedes aegypti, o número de casos de dengue continua aumentando no Rio de Janeiro. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, já são 117.922 pessoas doentes desde o início do ano em todo o estado. O número de mortos já chega a 88.

Os municípios com epidemia no momento, de acordo com o boletim da secretaria, são: Santo Antonio de Pádua, Cantagalo, Mangaratiba, Cordeiro, Seropédica, Magé, Silva Jardim, Cabo Frio, Macuco, Iguaba Grande, Quissamã, Rio das Ostras, Angra dos Reis, Mendes, Volta Redonda e Cambuci.

Em contrapartida, cinco cidades deixaram a condição epidêmica, são elas: Bom Jesus de Itabapoana, Vassouras, Guapimirim e Mesquita.

A dengue é transmitida pelo mosquito aedes aegypti, que se reproduz em locais com água parada, como garrafas, vasos de plantas e caixas d’água sem tampa. Os sintomas são febre alta, dores no corpo, principalmente nos músculos e nas articulações, e dor de cabeça, na região dos olhos.

Em relação a 2010, o número já é mais que o dobro, uma vez que durante todo o ano passado foram contabilizados 43 óbitos.

No mesmo período, 117.922 casos suspeitos foram registrados, quase dez mil a mais do que os números divulgados na última semana. Só em maio, foram 18.053 pessoas possivelmente afetadas pela doença.

A disseminação do vírus da dengue entre a população jovem com a volta do vírus tipo 1 no Estado do Rio de Janeiro tem preocupado as autoridades de saúde. O vírus tipo 1 não era detectado desde meados da década de 1980, mas reapareceu no ano passado.

Com isso, jovens, crianças e adolescentes, que nasceram após esse período, não têm imunidade ao vírus, ficando mais suscetíveis à doença.