Demitida do cargo diretora do Ministério do Turismo acusada de envolvimento em fraudes

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 24 de agosto de 2011 as 16:15, por: cdb

Daniella Jinkings
Repórter da Agência Brasil

Brasília – A exoneração de Francisca Regina Magalhães do cargo de diretora do Departamento de Qualificação e Certificação e de Produção do Ministério do Turismo foi publicada hoje (24) no Diário Oficial da União. A servidora é acusada de envolvimento em fraudes no inquérito da Operação Voucher da Polícia Federal que investiga desvio de dinheiro público no ministério.

Na última sexta-feira (20), o ministro do Turismo, Pedro Novais, pediu à ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, a demissão da diretora. No sábado (21), mais quatro funcionários também perderam seus cargos sob a mesma acusação.

A Operação Voucher investiga desvio de dinheiro de um convênio firmado entre o Ministério do Turismo e o Instituto Brasileiro de Desenvolvimento de Infraestrutura Sustentável (Ibrasi) para a capacitação profissional de 1,9 mil pessoas no Amapá.

Dos R$ 4,4 milhões do contrato, a Polícia Federal estima que cerca de R$ 3 milhões foram desviados. A ação da Polícia Federal levou à prisão 36 pessoas, entre elas o ex-secretário executivo Frederico Silva da Costa. Costa pediu demissão do cargo na última quarta-feira (17).

 

Edição: Aécio Amado