Delcídio pede apoio de parlamentares ao governo Dilma 

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 2 de junho de 2011 as 17:25, por: cdb

Em pronunciamento nesta quinta-feira (2), o senador Delcídio Amaral (PT-MS) manifestou apoio ao governo da presidente Dilma Rousseff, especialmente com relação à insatisfação de parte da base aliada com as medidas de contenção de gastos tomadas para conter a alta da inflação. Ele disse que não se pode “criar uma crise” com todos os desafios diante do país.

Delcídio Amaral pediu a colaboração dos parlamentares para que Dilma consiga realizar um bom governo, como tem sido feito, em sua opinião, nestes primeiros cinco meses de mandato.

– Eu acho que nós não merecemos isso [uma crise]. Eu acho que nós temos que ter, acima de tudo, responsabilidade, especialmente com relação a um governo que promete muito e que sem dúvida nenhuma vai fazer muito pelo nosso país – assegurou.

Na avaliação de Delcídio, as medidas de redução de gastos implementadas por Dilma, somente foram aplicadas devido a uma mudança desfavorável na conjuntura mundial. Os resultados positivos de tais ações, segundo ele, já podem ser percebidos, no entanto, com a queda dos preços dos combustíveis e com a valorização do câmbio, que estariam fazendo a inflação retornar para a meta estipulada pelo governo.

A respeito da reivindicação de cargos em empresas estatais – que seria outro motivo de descontentamento de partidos aliados – Delcídio defendeu a postura de Dilma de buscar indicar nomes, paras os cargos federais, “de pessoas com reconhecida experiência nas respectivas áreas”.

– A presidenta Dilma, tem preocupação com meritocracia. Portanto, não entra qualquer pessoa num cargo federal, pois ela quer saber quem é. Ninguém aqui está questionando indicação política, mas ter que ter indicação política com premissa de experiência, de competência – disse.

Destacando a vasta experiência de Dilma no setor de energia elétrica e petróleo, testemunhadas desde a época em que foi secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, no governo de Itamar Franco, Delcídio elogiou a presidente pela sua postura republicana e pela qualidade de boa gestora.

Para o senador, são infundadas as criticas de parlamentares sobre uma suposta “falta de jogo de cintura político” da presidente. A atuação de Dilma durante a crise financeira mundial dos anos de 2005 e 2006, com a criação do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), bem como na eleição presidencial, na opinião de Delcídio, demonstrariam exatamente o contrário.

– Alguém que chega à Presidência da República sendo candidata pela primeira vez, contando evidentemente com o apoio incondicional do PT, dos partidos aliados e especialmente do presidente Lula, demonstrou claramente a competência política que tem – afirmou.

Da Redação / Agência Senado