Defesa Civil declara estado de atenção na capital paulista

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 29 de dezembro de 2007 as 20:48, por: cdb

As fortes chuvas que atingem a capital paulista desde o fim da tarde deste sábado levaram o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da Prefeitura de São Paulo declarou estado de atenção nas regiões Oeste e Sul, além da marginal Pinheiros, devido à chuva, neste sábado.

Devido ao forte temporal, a avenida das marginal Pinheiros, no sentido Castello Branco, na altura da avenida Engenheiro Roberto Zuccolo, está interditada desde o início da noite. Na avenida Corifeu de Azevedo Marques, trechos com alagamento dificultaram o trânsito. O estado de atenção foi declarado por volta das 18h. A escala do CGE passa por quatro estados: observação, atenção, alerta e alerta máximo.

Operação Verão

A Defesa Civil do Estado de São Paulo realiza desde o dia 1º a Operação Verão, com o objetivo de “desenvolver planos preventivos e de contingência no período cuja característica na Região Sudeste são as chuvas intensas”. A operação vai até o dia 31 de março de 2008, mas pode ser prorrogada em caso de necessidade.

De acordo com a assessoria de imprensa da Defesa Civil, 115 municípios do Estado são atendidos na operação. Estes municípios “apresentamáreas mais suscetíveis a ocorrências de desastres em decorrência das chuvas”. E ficam nas regiões do Vale do Ribeira, no Vale do Paraíba, nas regiões metropolitanas de São Paulo, Campinas e Sorocaba, no litoral norte e na Serra do Mar (Baixada Santista).

Estão envolvidos nas ações as prefeituras, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, as regionais de DefesaCivil e as Coordenadorias Municipais de Defesa Civil, que recebem informações e monitoramento meteorológico e pluviométrico, com emissão de boletins meteorológicos e de alertas. Segundo a Defesa Civil no Estado, quando necessário, são realizadas remoções preventivas (parciais ou totais) da comunidade em risco, com equipe composta por geólogos, engenheiros, assistentes sociais e outros profissionais que atuam antes, durante e após os desastres.

De acordo com o último balanço, divulgado nesta sexta-feira, quatro municípios já foram atingidos por chuvas intensas e atendidos na operação. Sete pessoas ficaram feridas e três morreram, e três famílias foram desabrigadas. O litoral paulista, segundo a Defesa Civil, terá reforço no policiamento e de novas viaturas. A Secretaria da Saúde também está liberando recursos extras para garantir o atendimento nos municípios da região, onde os policiais receberão protetor solar.

A Companhia de Saneamento do Estado de São Paulo (Sabesp) iniciará, ainda dentro da Operação Verão, uma nova etapa do ProgramaOnda Limpa, de recuperação ambiental da Baixada Santista, de acordo com informações da assessoria de imprensa do governo estadual.