Defesa Civil de São Paulo comemora 20 anos e faz balanço de atuação

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012 as 14:35, por: cdb

Defesa Civil de São Paulo comemora 20 anos e faz balanço de atuação

Para comemorar a data, agentes do órgão de todas as subprefeituras se reuniram para lembrar as principais atuações, investimentos e o resultado dos trabalhos preventivos e recuperativos no município.

 

Nesta sexta-feira (24/2) foi comemorado os 20 anos da instituição do Dia Municipal de Defesa Civil, que foi instituído por meio da lei Nº 11.235/92. Para lembrar a data, os agentes das Coordenadorias Distritais de Defesa Civil (CODDECs), se reuniram na Coordenadoria da Defesa Civil Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (COMDEC), na região de Santana, oportunidade que fizeram balanço dos trabalhos realizados na cidade de São Paulo. O secretário Municipal de Segurança Urbana e o Coordenador de Defesa Civil, coronel Jair Paca de Lima também participaram do encontro.

 

Na ocasião, os agentes lembraram as atuações nas principais ocorrências da cidade, o auxílio à população e os trabalhos integrados com outros parceiros e com a comunidade. “Eu queria agradecer o trabalho que tem resultado em um balanço muito positivo. Por meio de atuações articuladas com o Corpo de Bombeiros e parceiros, além dos Nudecs (Núcleos de Defesa Civil nas Comunidades), não foram registrados óbitos nas áreas de risco da cidade”, afirmou o secretário de Segurança Urbana, que também destacou os trabalhos da prefeitura para evitar que esses locais sejam invadidos. “15 mil famílias receberam auxílio moradia, parte delas viviam nas áreas de risco. Hoje trabalhamos para remover as pessoas dessa região de forma digna e evitar que ocorram novas invasões”, concluiu.

 

Os investimentos e melhorias também foram destacados. “Com as novas viaturas e a tecnologia dos rádios recém-adquiridos ficou mais fácil a comunicação entre os CODDECs (Defesas Locais) e a coordenação”, ressaltou o coronel Jair Paca de Lima, responsável pelo órgão. Paca também agradeceu os agentes que estiveram empenhados em todas as atividades e nos trabalhos preventivos. “Até o momento não temos ocorrências graves nem óbitos por conta da chuva e todos vocês fazem parte disso”, ressaltou.

 

Investimentos

 

A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (COMDEC) recebeu investimento de 4 milhões de reais em 31 viaturas (pick-ups S10), equipadas com rádios digitais na mesma plataforma da GCM, da Polícia Militar e dos Bombeiros (SIOPM) e kit de emergências, além de 178 rádios digitais fixos e portáteis.

 

Cerca de mil pessoas entre Coordenadorias Distritais de Defesa Civil (CODDECs), parceiros, Núcleos de Defesa Civil e participantes do Conselho de Segurança já receberam treinamento. Dentre os cursos realizados pelos agentes da Defesa Civil, destaca-se o curso de capacitação em Mapeamento de Áreas de Risco ministrado por técnicos do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).

 

Foi dada continuidade ao Programa de Prevenção de Incêndios em Assentamentos Precários (Previn), cujo objetivo é desenvolver procedimentos para agilizar as medidas administrativas de prevenção e incêndios.

 

Homenagem

 

No dia 12 de março acontece uma homenagem na Câmara dos Vereadores, a estes profissionais que fazem do trabalho um ato de solidariedade e amor, tendo como um dos lemas Defesa Civil Somos todos nós.

 

Retrospecto

 

Na cidade de São Paulo a Defesa Civil está subordinada à Secretaria Municipal de Segurança Urbana, através da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (COMDEC). Trata-se de um órgão que planeja ações para prevenir e minimizar os efeitos dos desastres sejam eles naturais ou provocados pelo homem. Quando ocorre uma calamidade o trabalho é assistir a população atingida. Prevenir é salvar vidas é o seu lema.

 

A Defesa Civil atua nas 31 Subprefeituras da cidade, além de ter uma Coordenadoria Municipal de Defesa Civil. A estrutura da Coordenadoria Municipal é composta por 5 coordenações: Geral, Executiva, Ações Preventivas e Recuperativas, Ações de Socorro e Assistenciais e de

 

Busca e Salvamento.

 

O órgão atuou nos principais desastres que aconteceram na cidade de São Paulo. Seus agentes trabalharam dia e noite para auxiliar as vítimas em tragédias e minimizar os transtornos para a população, como a queda do avião da TAM e na cratera do Metrô Pinheiros (2007); na inundação no Jardim Pantanal (2009); no escorregamento no Morro dos Macacos e no incêndio na comunidade do Moinho (2011), entre outros.