De volta a Brasília, Lula promete voltar ao norte de Minas em breve

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 22 de outubro de 2009 as 12:12, por: cdb

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva cancelou os compromissos que teria nesta quinta-feira nas cidades mineiras de Governador Valadares, Uberlândia e Uberaba em função do mau tempo, que impede o pouso da aeronave em que Lula e a comitiva viajam. Lula está de volta a Brasília. A inauguração da Usina Hidrelétrica Baguari, em Governador Valadares, no entanto, foi mantida.

Desde o início da manhã, rádios mineiras para as quais Lula daria entrevista anunciavam a presença dele na cidade e há faixas de boas vindas no aeroporto e no centro da cidade. A rádio Transamérica de Governador Valadares, uma das que entrevistaram Lula avisou aos ouvintes sobre o cancelamento da visita e disse que ele prometeu voltar à cidade.

A Hidrelétrica de Baguari foi construída pelo consórcio formado pelas empresas Neoenergia, Cemig e Furnas e teve custo estimado em R$ 501 milhões. Em Baguari foram usadas turbinas da classe bulbo, que permite a redução da área alagada, fator que contribui para amenizar o impacto ambiental da obra. Esse tipo de turbina também foi usado em Santo Antônio e em Jirau, as duas primeiras usinas do Rio Madeira.

No início, houve resistência às obras da hidrelétrica. Em 2007 o Ministério Público Federal ajuizou uma ação civil pública com pedindo de paralisação do empreendimento, sob a alegação de que a licença prévia ambiental foi concedida por órgão estadual, quando deveria ter sido concedida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

O MPF alertou para a presença do bioma Mata Atlântica na área de alagamento da usina. A ação acabou sendo julgada improcedente e em março deste ano foi arquivada. Localizada no Rio Doce, região leste de Minas Gerais, a Usina Baguari abrange os municípios de Governador Valadares, Alpercata, Fernandes Tourinho, Iapu, Periquito e Sobrália.