Datena e Marcelo Rezende são ameaçados de morte pelo PCC

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 7 de setembro de 2003 as 21:48, por: cdb

Em entrevista ao programa “Domingo Legal”, do SBT, dois homens apresentados por Gugu Liberato como integrantes do PCC (Primeiro Comando da Capital) ameaçaram de morte os apresentadores José Luiz Datena, da Bandeirantes, e Marcelo Rezende, da Rede TV!.

De acordo com os dois ex-detentos, que não se identificaram, ambos os apresentadores estão na mira de homens da organização criminosa de São Paulo. “Se a gente encontrar o Datena e o Rezende, eles vão morrer. Vamos dar tiro na testa!”, ameaçaram.

A conversa foi conduzida pela equipe do “Domingo Legal”, que manteve sob sigilo a identidade dos dois integrantes, chamados de “Alpha” e “Beta” durante a entrevista, que durou menos de dez minutos. Eles admitiram já ter cumprido pena por homicídio e tráfico de drogas.

A dupla acrescentou que uma recente tentativa de seqüestro contra o Padre Marcelo Rossi foi obra do PCC. Ele não teria sido raptado porque seguranças do governador do Estado, Geraldo Alckmim, o estavam acompanhando.

– Nós admiramos o Padre, sabemos que ele é um homem de Deus, por isso não faríamos nenhum mal a ele. O seqüestro serviria apenas para mostrar para o povo que quem manda em São Paulo é o PCC, e não o Alckmim – afirmou um dos bandidos.

Os entrevistados citaram mais nomes. Além de Datena e Rezende, outros apresentadores de TV, como Milton Neves e Oscar Roberto de Godoy, da Rede Record, estariam na mira do PCC. Entre os políticos, a dupla afirmou que o vice-prefeito da cidade de São Paulo, Élio Bicudo, também está sob a ameaça da facção criminosa.