Daniel Hernandes conquista vaga para Atenas 2006

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 12 de setembro de 2003 as 11:56, por: cdb

O brasileiro Daniel Hernandes (Medley Genéricos) não conseguiu a tão sonhada medalha na categoria Pesado (+100kg), no Mundial de Judô, que está sendo realizado na cidade de Osaka, no Japão. Mesmo assim, o judoca brasileiro terá ainda mais uma chance de ser campeão, desta vez na categoria Absoluto (sem limite de peso) que será realizada no domingo (14/09). “A categoria não compete nas Olimpíadas, mas quero ser campeão mundial do mesmo jeito. Até mesmo porque os judocas do Absoluto são, na maioria das vezes, os mesmos da categoria Pesado”, disse o judoca brasileiro de 24 anos.
 
Na última quinta-feira (11/09), Daniel conquistou a vaga brasileira para o torneio de judô nos Jogos Olímpicos de Atenas 2004, na Grécia. A vaga na categoria Pesado (+100kg) foi garantida com a conquista do 5.° lugar no Mundial. O campeão na categoria pesado foi o japonês Yasuyuki Muneta, que venceu na final o holandês Dennis Vandergeest, que havia derrotado o brasileiro na semifinal, a 12 minutos do fim, por ippon.
 
– Estou contente pelo fato de ter garantido a vaga para as Olimpíadas de Atenas, mas por outro lado muito triste por ter deixado escapar essa medalha – explica o judoca brasileiro de 24 anos, que até poucos momentos do final da luta estava vencendo o holandês.

– Perder a medalha dessa maneira é muito chato, decepcionante. Tinha o domínio da luta, mas acabei perdendo por um descuido meu. Faltou um pouco de calma nesses 12 segundos que faltavam para a medalha – lamentou Daniel, ouro no Pan-Americano de Santo Domingo.
 
Na fase de classificação, Daniel venceu três lutas. A primeira foi contra o judoca de Taipei Chun-Hua Chen (ippon). Depois foi a vez de passar pelo alemão Frank Moeller (ippon) e pelo espanhol Aythami Ruano (wazari). Além da derrota para Vandergeest, Daniel Hernandes perdeu a disputa pela medalha de bronze contra o russo Tamerlan Tmenov.

– Depois de uma derrota daquelas, fica difícil encontrar motivação. Foi uma pena, porque se tivesse ganhado a medalha garantiria minha vaga em Atenas – explicou o judoca que terá de passar pelas seletivas brasileiras para garantir sua participação nos Jogos Olímpicos.