Cruzeiro quer repetir façanha de 94

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 6 de março de 2003 as 22:23, por: cdb

A três rodadas do término do Campeonato Mineiro, o Cruzeiro corre atrás de um feito que não consegue há nove anos: o de ganhar o título estadual sem perder uma partida sequer. A última conquista invicta da Raposa foi em 1994, com o time dirigido por Ênio Andrade, que tinha o goleiro Dida, o volante Toninho Cerezo e o atacante Ronaldo como destaques.

A façanha não seria algo incomum na história do clube, campeão estadual 30 vezes. A Raposa já ganhou o Mineiro invicto em oito oportunidades, nos anos de 1926, 29, 30, 44, 68, 69, 92 e 94, um recorde em Minas Gerais. Os rivais Atlético e América foram imbatíveis três vezes cada, e o Villa Nova, de Nova Lima, uma vez. Os dados são do Departamento de Estatísticas do Cruzeiro.

O que poderá haver de comum entre a campanha deste ano e a de 1994 é o fato de essas duas edições do Mineiro terem fórmula parecida, por pontos corridos. A diferença é que nove anos atrás a disputa foi em turno e returno, enquanto que este ano o Estadual ocorre em turno único. Outro fator é que, assim como em 94, o Cruzeiro poderá chegar ao título antecipadamente.

O time de 94 chegou ao título com três rodadas de antecedência, após vitória de 5 x 3 sobre a Caldense, em Poços de Caldas, em 11 de maio daquele ano. Este ano, a conquista poderá vir no próximo fim de semana, quando o Cruzeiro fará seu antepenúltimo jogo, contra o América. Vitória sobre o Coelho no sábado e empate do Atlético contra Ipatinga, nesta quinta-feira, ou diante do Social, no domingo, garantem a taça à Raposa.

Depois do empate contra o Rio Branco e a perda da chance de bater a marca de 17 vitórias consecutivas do Cruzeiro de 1966, os jogadores se apegam à chance do título invicto para marcarem época. “É uma coisa para ficar na história do clube. Queríamos ser campeões só com vitórias, mas infelizmente não deu. Vamos atrás do título invicto”, disse o zagueiro Luisão.

O atacante Deivid, que pode chegar ao primeiro título em um mês de Cruzeiro, espera que seja de forma invicta. “Essa é uma expectativa muito grande. Faltam três jogos, é só fazermos a nossa parte. Claro que é uma coisa que mexe com o jogador, fica marcado na história do clube um time campeão invicto”, observou o jogador, contratado junto ao Corinthians.

No atual elenco do Cruzeiro, o título Mineiro só não seria novidade para o atacante Marcelo Ramos, que participou do tricampeonato de 1996/97/98. Mas a conquista invicta é motivação a mais para o jogador. “O prazer de ser campeão é muito grande, independentemente da competição. Se for sem perder, é melhor. O objetivo era conseguir só com vitórias, mas não deu, afirmou.