Cruzeiro perde mas continua líder

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 25 de maio de 2003 as 21:55, por: cdb

A confusão criada em relação ao Estatuto do Torcedor, com os clubes ameaçando até a paralisar o Campeonato Brasileiro por tempo indeterminado, parece ter afetado as equipes dentro de campo. Até agora, a décima rodada do Brasileirão foi a pior média de gols desde o início da competição deste ano.

Na rodada deste fim de semana, foram marcados 24 gols e 12 partidas, média de 2 gols por partida. Nas rodadas anteriores, a média de gols nunca foi inferior aos 2,5 por partida (média geral de 3,15 por partida).

Além da média de gols baixa, a rodada deste fim de semana derrubou mais um técnico. Candinho pediu demissão do Goiás após a derrota por 2 x 0 para o Criciúma. A má campanha da equipe, lanterna da competição com seis pontos, tornou a sutuação insustentável. Apesar não se dizer surpreso, o presidente do Goiás, Raimundo Queiróz, já tem um nome na sua lista, Oswaldo de Oliveira, que dirigiu o São Paulo no início do Brasileirão.

A rodada também serviu para diminuir a vantagem do Cruzeiro em relação aos adversários. A equipe mineira perdeu neste domingo, no Barradão, uma invencibilidade de 36 jogos ao ser derrotado por 2 x 1 pelo Vitória.

Mesmo com a derrota, a Raposa segue líder do Campeonato com 21 pontos, três a mais que o Inter, que perdeu a chance de assumir a liderança do campeonato ao deixar o Santos virar a partida, disputada neste domingo, na Vila Belmiro, para 2 x 1 nos últimos minutos.

Resultados

Sábado, 24/5
Corinthians 3 x 0 Juventude
Vasco 1 x 0 Ponte Preta
Paraná 1 x 1 São Caetano
Atlético-MG 3 x 0 Fluminense

Domingo, 25/5
Atlético-PR 4 x 1 Flamengo
Grêmio 1 x 2 São Paulo
Santos 2 x 1 Internacional
Vitória 2 x 1 Cruzeiro
Goiás 0 x 2 Criciúma
Paysandu 1 x 3 Coritiba
Guarani 2 x 1 Fortaleza
Figueirense 1 x 0 Bahia