Cruzeiro goleia o Vasco por 4×0

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 26 de setembro de 2002 as 00:50, por: cdb

Cruzeiro e Vasco entraram em campo, nesta quarta-feira, no Mineirão, dispostos a mudar os rumos de suas campanhas no Brasileiro deste ano. A Raposa conseguiu seu objetivo, ao golear o time carioca por 4 x 0, conseguindo sua segunda vitória consecutiva na competição, o que não acontecia há quase dois anos. A equipe vascaína, por sua vez, foi empurrada mais um pouco rumo à zona de rebaixamento.

Foi a primeira goleada cruzeirense no atual Brasileiro, que serviu também para zerar o saldo de gols do time. Desta forma, o time mineiro chegou aos 19 pontos, em 39 disputados, com aproveitamento de 48,71%. Já o Vasco, piorou ainda mais a sua situação, permanecendo com 11 pontos em 13 jogos, ou seja, rendimento de apenas 28,20%

O primeiro tempo começou corrido e movimentado. O Vasco começou atacando o Cruzeiro, tentando uma vitória fora de casa, que poderia melhorar a sua colocação. Petkovic, que chegou a despertar o interesse do Cruzeiro, antes de se transferir para São Januário, tentava armar o seu time, aproveitando-se de um nervosismo inicial do adversário.

O Cruzeiro custou a se acertar em campo, o que só aconteceu a partir dos 20min, quando o meia Alex, o homem da criação dos donos da casa, começou a entrar no jogo. Ele passou a fazer o time a atuar mais pelas extremas e as jogadas de perigo começaram a surgir, como aos 24min, quando o goleiro Fábio fez difícil defesa em chute de Maicon.

O Vasco tentava chegar ao gol de Gomes, mas não conseguia finalizar. O Cruzeiro, ao contrário, começou a arriscar as conclusões de longa distância. Alex bateu fraco aos 29min, facilitando a defesa de Fábio. Mas, quatro minutos depois, Marcelo Ramos de perna esquerda chutou forte e venceu o goleiro vascaíno.

O mesmo Marcelo Ramos desperdiçou grande chance para aumentar a vantagem, aos 41min. Ele recebeu livre e na saída de Fábio chutou mal, por cima do travessão. Aos 45min, foi a vez de Paulo Miranda chutar de esquerda, de fora da área e acertar o gol, fazendo 2 x 0. “Estou muito feliz por ter marcado o meu primeiro gol pelo Cruzeiro, o que é fruto de muito trabalho”, afirmou o volante do time celeste.

Fim de tabu

Com a vantagem construída no primeiro tempo, a equipe de Wanderley Luxemburgo voltou bastante tranqüila para a etapa final. A péssima atuação do Vasco contribuiu tornar a situação cruzeirense ainda mais confiável. O time cruzmaltino encontrava extrema dificuldade para sair do seu campo, facilitando a pressão adversária.

Não demorou para o Cruzeiro marcar o terceiro gol. E foi numa jogada bastante bonita. Alex tabelou com Fábio Júnior, deixando o atacante livre na área vascaína. Ele ainda driblou o goleiro Fábio antes de tocar para as redes. Foi a senha para o técnico Antônio Lopes colocar Ramon Menezes em campo, no lugar de Ely Thadeu, numa tentativa de dar um pouco mais de qualidade ao frágil time vascaíno.

A entrada de Ramon, no entanto, não foi suficiente para melhorar o franco desempenho cruzmaltino. O Cruzeiro continuou mandando no jogo e chegou ao quarto gol aos 23min, marcado por Alessandro, que havia entrado pouco antes no lugar de Marcelo Ramos. A vitória fez o Cruzeiro quebrar outro tabu, pois não vencia o Vasco desde 8 de dezembro de 1999, quando havia vencido por 4 x 2, também no Mineirão.

CRUZEIRO 4 X 0 VASCO

Cruzeiro
Gomes, Maicon, Luisão, Cris (Marcelo Batatais) e Leandro; Quintana (Recife), Paulo Miranda, Viveros e Alex; Fábio Júnior e Marcelo Ramos (Alessandro)
Técnico: Wanderley Luxemburgo

Vasco
Fábio, Henrique, Geder, Rogério Pinheiro e Glaydson (Marcelo); Haroldo, Rogério Corrêa (Edinho), Léo Lima e Petkovic; Ely Thadeu (Ramon) e Souza
Técnico: Antônio Lopes

Data: 25/9/2002 (quarta-feira)
Local: Mineirão
Público: 13.721 pagantes
Renda: R$ 67.856,00
Juiz: Edilson Pereira de Carvalho (SP)
Cartões amarelos: Quintana (Cruzeiro); Haroldo (Vasco)
Gols: Marcelo Ramos, aos 33min e Paulo Miranda, aos 45min do primeiro tempo; Fábio Júnior, aos 8min e Alessandro, ao