Cruzeiro goleia o Goiás e lidera o campeonato

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 21 de abril de 2003 as 08:37, por: cdb

Com dois gols de Alex e dois de Deivid, o Cruzeiro goleou o Goiás por 4 a 1, neste domingo, no Mineirão, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o Cruzeiro completou 27 jogos invicto e reassumiu a liderança da competição, chegando a 13 pontos e saldo de nove gols.

Deivid é o artilheiro isolado do Brasileiro, agora com oito gols. Com 17 no total, o time mineiro tem o ataque mais positivo da competição.

Os outros nove gols da equipe foram marcados por Alex (5) e Aristizábal (4). Ou seja: a trinca goleadora segue garantindo as vitórias.

A superioridade técnica do Cruzeiro deu a tônica do primeiro tempo, etapa na qual o time mineiro não chegou a brilhar, mas deu o seu recado.

O jogo ficou mais interessante a partir dos dez minutos, quando Aristizábal emendou de bicicleta um cruzamento de Deivid: a bola passou rente ao travessão.

Aos 20, o Cruzeiro fez 1 a 0. Leandro fez boa jogada pela esquerda e prestou assistência precisa para Alex, que completou chutando à meia altura no canto direito da meta de Harlei.

O segundo gol cruzeirense saiu aos 41 minutos. Alex chutou, Harlei deu rebote e Deivid fuzilou para marcar o seu sétimo gol na competição. A bola ainda bateu em dois zagueiros antes de entrar.

Com um resultado que parecia garantido, o Cruzeiro voltou para o segundo tempo mais acomodado.

Não deu outra: aos 21, Dimba arriscou de fora da área e acertou o canto direito, diminuindo o placar para 2 a 1. E o Goiás poderia ter empatado, não fossem algumas intervenções providenciais do goleiro Gomes.

O Cruzeiro começou a acordar aos 30, quando Alex acertou o travessão numa cobrança de falta. No fim, após passar novo sufoco, o time mineiro definiu a vitória com mais dois gols.

Aos 43, após um bate-rebate na área goiana, a bola sobrou para Alex, que abusou da categoria ao colocá-la no canto esquerdo. Deivid liquidou a fatura aos 45: após tentativas de Mota e Márcio, ele ficou com a bola e fuzilou para fechar a goleada.