Cruzeiro goleia e recupera liderança

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 3 de maio de 2003 as 20:08, por: cdb

O torcedor que compareceu ao Mineirão, neste sábado, assistiu a um dos melhores jogos deste Campeonato Brasileiro, e comemorou a goleada do Cruzeiro por 5 x 2 sobre o Atlético-PR. Alex (2) e Aristizábal (3) fizeram os gols azuis, enquanto Ilan e Dagoberto marcaram os gols rubro-negros.

O resultado colocou a Raposa na liderança provisória da competição, com 17 pontos, e subiu para 31 o número de jogos invictos da equipe, que não perde desde o Brasileirão do ano passado. Já o Furacão, com sete pontos, está em 15º lugar na tabela de classificação.

Num jogo aberto e veloz, destaque para o colombiano Aristizábal, que chegou a sete gols no Brasileirão. Deivid não balançou as redes rubro-negras, mas segue na liderança dos goleadores, com nove gols. Alex também alcançou sete gols e manteve a escrita: só esses três jogadores marcaram para o Cruzeiro na competição.

O Atlético-PR entrou em campo disposto a bloquear as alternativas ofensivas da Raposa, mas foi surpreendido por um gol de Alex logo aos 7 min de jogo. Deivid foi derrubado nas proximidades da área, o meia cobrou a falta com perfeição e o goleiro Diego nem saltou para tentar a defesa: 1 x 0.

O gol desmontou o esquema armado pelo técnico Oswaldo Alvarez, que precisou abrir sua equipe e correr em busca do empate. Para sorte do treinador, o gol da igualdade saiu rápido, após uma boa jogada de Ivan pela esquerda que Ilan aproveitou e conferiu de cabeça, entre os zagueiros cruzeirenses.

Mas a tranqüilidade rubro-negra durou pouco. Após uma bobeada do zagueiro atleticano Tiago, que perdeu a bola na intermediária, Deivid avançou pela direita e cruzou rasteiro para Aristizábal, que apareceu no meio da área e chutou de primeira, recolocando a Raposa em vantagem.

O jogo continuou aberto na etapa inicial. O Cruzeiro foi ligeiramente melhor, explorando as jogadas pelas pontas e os chutes de longa distância, e o Atlético-PR respondeu com o veloz Dagoberto e as bolas enfiadas para Ilan. Até o final da etapa, porém, nenhuma das duas equipes conseguiu marcar novamente.

Mal as duas equipes se restabeleceram em campo para o segundo tempo e o Furacão voltou a igualar o placar. Dagoberto, o melhor jogador do time paranense, entrou costurando pelo lado direito da defesa cruzeirense e bateu cruzado: 2 x 2.

Insatisfeitos com o empate, cada técnico trocou um zagueiro por um meia. No Atlético-PR, Tiago saiu para a entrada de Rodrigo, e Márcio substituiu o Thiago do Cruzeiro. Melhor para a Raposa, que marcou o terceiro na seqüência e conseguiu deslanchar: Maurinho fez boa jogada pelo meio e soltou para Aristizábal, que chutou cruzado e fez o segundo gol dele no jogo.

Impossível, o colombiano ainda aproveitou um rápido contra-ataque para marcar o terceiro gol dele no jogo e selar a vitória cruzeirense. Alex encontrou a defesa rubro-negra escancarada e partiu em velocidade pelo meio. O atacante colombiano acompanhou o lance, recebeu um passe de presente e tocou na saída de Diego.

Sem Aristizábal, que saiu contundido com uma pancada na panturrilha, o Cruzeiro ainda teve tempo de marcar o quinto, com Alex. O meia recebeu de Deivid e, livre, bateu para garantir a liderança cruzeirense no Brasileirão.