Cruzeiro fica a três pontos do título

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 23 de novembro de 2003 as 18:30, por: cdb

O Cruzeiro fez a sua parte para tentar assegurar o título brasileiro com antecedência, mas foi atrapalhado pelo Santos – único clube que pode lhe impedir de conquistar o campeonato. Se no Pinheirão a Raposa venceu o Paraná Clube por 3 x 1, na Vila Belmiro o Peixe repetiu o placar sobre o Fluminense, mantendo a distância de seis pontos em relação à Raposa (91 a 85).

Se não confirmou o título, o Cruzeiro colocou a mão na taça. Nas três rodadas restantes do Brasileiro, o time mineiro precisará apenas de uma vitória para dar a volta olímpica. No caso, será a primeira da história do clube como campeão brasileiro. O próximo jogo da Raposa será contra o Paysandu, domingo (29/11), contra o Paysandu.

O Paraná procurou complicar até onde deu para o Cruzeiro. Até os 20min da etapa inicial, a partida caminhava igual. A partir daí, o meio-campista Alex começou a fazer a diferença. Aos 37min, na jogada clássica da Raposa – Alex lança os atacante e um deles finaliza -, Aristizábal fez 1 x 0. O gol acendeu o tricolor paranaense, que tentou o empate no final do 1° tempo, mas a etapa acabou com vantagem cruzeirense.

Na etapa final, o roteiro do 1° tempo se repetiu: começou com o Paraná equilibrando as ações, mas Alex voltou a fazer a diferença. Isso resultou em gol de Wendell, aos 22min, e Márcio, aos 38min. Um minuto depois, o tricolor descontou com Ewerton, finalizando o placar em 3 x 1.

O bom público no Pinheirão, mais de 15 mil pagantes, registrou o melhor público do Paraná no Brasileiro. O número, entretanto, frustrou a diretoria, que gostaria de ter pelo menos 20 mil pagantes. Com a derrota, o tricolor caiu na classificação, mas segue brigando por uma vaga na Copa Sul-americana de 2004. Já o Cruzeiro, que pode ser campeão na próxima rodada, não terá Alex, seu principal jogador, que levou o 3° amarelo. Ironias de um virtual campeão.

PARANÁ 1 x 3 CRUZEIRO

Paraná
Flávio; Valentim, Ageu, Cristiano Ávalos e Fabinho (Rodrigo Silva); Fernando Miguel, Pierre (Émerson), Marquinhos e Fernandinho; Caio (Éverton) e Renaldo
Técnico: Saulo de Freitas

Cruzeiro:
Gomes; Maurinho, Cris, Edu Dracena e Leandro; Felipe Melo (Mota), Maldonado, Wendell (Sandro) e Alex; Márcio Nobre e Aristizábal (Zinho)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Data: 23/11/2003
Local: Pinheirão, em Curitiba
Gols: Aristizábal, 36 do 1º; Wendell, 22, Márcio Nobre, 38, e Éverton, 39 do 2º
Renda: R$ 187.620,00
Pùblico: 15.996 pagantes (total: 19.769)
Árbitro: Wagner Tardelli Azevedo (Fifa-RJ)
Assistentes: Manoel do Couto Ferreira Pires (RJ) e Carlos Henrique Alves Lima (RJ)
Cartões amarelos: Ageu, Caio. Alex e Éverton