Cruzeiro e Coritiba buscam reencontro com a vitória

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 29 de outubro de 2002 as 23:21, por: cdb

Coritiba e Cruzeiro enfrentam-se, nesta quarta-feira, às 21h40min, no Estádio Couto Pereira, em Curitiba, em um jogo de times que não comemoram vitória há um mês. Em queda livre na classificação, as duas equipes precisam vencer para continuar com chances de disputar as quartas-de-final do Campeonato Brasileiro.

O sofrimento do Coritiba é maior em número de jogos e duração. A última vitória foi sobre a Portuguesa, por 2 x 0, em seu campo, em 26 de setembro. O time, que chegou a ocupar a liderança do Brasileiro, colecionou a partir daí uma série de cinco derrotas, para São Caetano, São Paulo, Guarani, Juventude e o rival Atlético-PR, no último sábado, além de um empate com o Grêmio.

A série negativa do Cruzeiro começou dois dias depois. O último triunfo do time celeste foi em 28 de setembro, por 2 x 1 sobre o Juventude, no Mineirão. Depois, disso, o time, que chegou a rondar a zona de classificação, empatou com Paraná Clube e São Caetano, e perdeu para Vitória, Santos e também para o maior rival, Atlético-MG.

Três pontos separam Coritiba, que tem 27, do Cruzeiro, com 24, e colocam os times em situações bem distintas na tabela. Em 12º lugar, o Coxa está a três do Grêmio, que é o oitavo e encerra a zona de classificação, com 30. Para chegar à pontuação de 39 estimada para a última vaga na fase final, precisa de quatro vitórias nos últimos seis jogos, um aproveitamento de 66,66%.

Já o Cruzeiro, em 19º, está a apenas dois pontos da zona de rebaixamento, encabeçada pelo Gama, com 22, e a quatro do grupo dos oito primeiros colocados. Para atingir os mesmos 39, tem que vencer cinco dos seis confrontos daqui para frente, um rendimento de 83,3%. O aproveitamento atual dos times está bem abaixo do que precisam. O Coxa tem 47,37%, contra 42,11 da Raposa.

O retrospecto do confronto registra ampla vantagem para o Cruzeiro que, em 24 jogos, obteve 12 vitórias, sete empates e cinco derrotas. Marcou 40 gols e sofreu 23. Em Curitiba, o confronto é mais equilibrado, mas a vantagem também é celeste. A Raposa venceu cinco, perdeu quatro e empatou outras cinco, marcou 21 gols e sofreu 18.

O Cruzeiro terá mudanças com relação ao time que empatou com o São Caetano, na última quarta-feira. O volante Recife recebeu o terceiro cartão amarelo, cumpre suspensão e dá lugar ao paraguaio Quintana. Outra alteração poderá ser a entrada do goleiro Gomes, recuperado de uma artroscopia no joelho direito, realizada no último dia 12, no lugar de Alexandre Fávaro. Luxemburgo vai se decidir somente pouco antes do início do jogo.

O lateral-direito Maicon, com um corte abaixo do joelho direito, sofrido em casa, na segunda-feira, não foi relacionado para a partida e está fora. O técnico Wanderley Luxemburgo não gostou da demora do jogador em procurar atendimento médico, para os quatro pontos que precisou sofrer. Ruy foi confirmado na posição pelo treinador. No ataque, Lucas foi confirmado ao lado de Fábio Júnior.

O técnico Paulo Bonamigo, que está prestigiado pela diretoria do Coritiba, tem vários problemas para definir o seu time. O zagueiro Danilo e o atacante Da Silva, ex-Cruzeiro, cumprem suspensão e estão fora. O zagueiro Edinho Baiano e o lateral-direito Reginaldo Nascimento, recuperam-se de contusões e não jogam. E o astro da equipe, o meia Lúcio Flávio, com dores musculares, é dúvida.

O time que treinou na segunda-feira foi armado no esquema 4-4-2, diferente do 3-5-2 que vinha sendo utilizado, com Ceará na lateral direita, Pícoli e Juninho na zaga. Os meias Sérgio Manoel, também ex-Cruzeiro, e Tcheco, formaram o meio-campo, e o ataque teve Marcel e o jovem Alexandre Fávaro, de 19 anos e homônimo do goleiro cruzeirense. Em caso de nova derrota, a situação do jogador poderá complicar.

CORITIBA X CRUZEIRO

Data: 30/10/02 (quarta-feira)
Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba
Horário: 21h40
Juiz: Leonardo Gaciba da Silva (RS)
Transmissão: Rede Globo Minas

Coritiba
Fernando, Ceará, Pícoli, Juninho e Adriano; Wili