cronograma das UPPs não será alterado em função de grandes operações

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 9 de março de 2012 as 08:34, por: cdb
UPP
Cabral afirma que Niterói poderá receber UPP

Niterói receberá, se a Secretaria de Segurança julgar necessária, uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). Mas o cronograma de implantação nas comunidades não será alterado em função de grandes operações policiais, como afirmou o governador Sérgio Cabral. Ao comentar a ação de combate à criminalidade realizada na cidade e no município de Maricá na quinta-feira, em Brasília, Cabral disse que a política de segurança adotada visa oferecer cada vez mais paz e tranquilidade à população.

– Continuaremos a fazer operações e Niterói, assim como cidades da Baixada Fluminense e outros bairros da capital, receberão UPPs. Mas o governador não se mete. O secretário de segurança planeja e estabelece. Há um conceito estratégico de enfrentamento da marginalidade, com inteligência e planejamento – disse Cabral.

Ao lembrar a maior queda histórica do número de homicídios por habitante no estado, o governador disse que o objetivo é apresentar índices cada vez mais reduzidos de violência, para oferecer paz e tranquilidade à população.

– O fato é que a fragilidade dos marginais é evidenciada pela queda dos índices criminais do Rio de Janeiro, os menores do últimos 20 anos. A tendência é de redução acentuada. Tanto que o Rio teve o melhor Carnaval de todos os tempos, com milhões de pessoas nas ruas e nenhum incidente. A cidade e o estado vem reconhecendo o trabalho realizado pelo secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, e pela polícia – afirmou.

Operação para combater criminalidade
Cerca de 500 policiais, entre militares e civis, que contaram com o apoio de duas aeronaves, participaram da ação que as polícias Militar e Civil realizou manhã de quinta-feira em Niterói e Maricá, na Região Metropolitana do Rio, para combater a criminalidade. Os agentes checaram denúncias recebidas pela PM e fizeram incursões em comunidades, além de blitzes nas ruas para capturar criminosos.

De acordo com o último balanço divulgado pela Polícia Militar, às 20h, 14 suspeitos foram presos e seis menores apreendidos durante a operação. Foram apreendidas ainda 109 motocicletas e 19 carros. A PM também apreendeu uma espingarda calibre 12, uma pistola 9mm, 1.000 mídias piratas, 3 rádios transmissores, 49 pedras de crack, 1 kg de maconha em tabletes, 115 trouxinhas de maconha, 127 cápsulas de cocaína e 636 papelotes de cocaína.