Criminosos que conversam pelo celular com presos são identificados

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 9 de setembro de 2003 as 21:49, por: cdb

Trechos inéditos de gravações feitas pela polícia revelam que o tráfico de drogas não é o único crime cometido pelos presos do Conjunto Penitenciário de Bangu. Da cadeia, eles dão ordens para os comparsas, que se escondem nas favelas do Rio.

As gravações já ajudaram a polícia a identificar os criminosos que conversam com os presos. Sete traficantes foram capturados. Nos presídios, a suposta conivência de agentes com bandidos está sendo investigada. Os guardas que estavam de plantão no Vicente Piragibe serão interrogados.

– Os agentes que se omitiram e não impediram aquele tráfico também respondem pelo crime que deixaram de punir, ou seja, não por prevaricação, mas também vão responder por tráfico de drogas – afirmou o chefe da Polícia Civil do Rio de Janeiro, Álvaro Lins.

A governadora Rosinha Matheus disse que ainda vai decidir sobre a decretação do estado de emergência nos presídios do Rio. Ela pediu ajuda ao governo federal.

– Hoje, as prisões estão superlotadas, nós sabemos disso. É preciso que o governo federal faça os presídios federais, para que possa desafogar também os presídios estaduais, porque hoje os estados tomam conta dos presos federais também, nós não recebemos nem um recurso por isso – disse a governadora.