Crianças aproveitam sábado para participar das atividades da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 20 de outubro de 2012 as 13:49, por: cdb

Kelly Oliveira
Repórter da Agência Brasil

Brasília – A 9º Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que começou na última terça-feira e vai até amanhã (21), já contou com a participação, em Brasília, de cerca de 40 mil crianças e adolescentes estudantes de escolas públicas e privadas do Distrito Federal. As atrações, além de chamar a atenção dos adultos, como professores e pesquisadores, desperta também a curiosidade das crianças.

Paulo Victor Amaral, 8 anos, que montava um foguete com pedaços de papel, disse hoje (20) que preferiu participar das atividades do evento a ir ao parque. “É mais interessante. Tem várias atrações, coisa para fazer [aqui]”, destacou. No estande da Aeronáutica, as crianças também puderam conferir uma exposição com 146 peças de arte feitas com material reciclado, como lata de refrigerante, disquetes e teclados de computadores. “As palestras e oficinas [de montagem de brinquedos] é uma forma de integrar pais e filhos”, disse o gestor em Tecnologia da Informação Gilberto Vieira Mendes, que produziu o material em exposição.

A coordenadora de Projeto e Programa da 9º Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, Sônia da Costa, destacou que o evento conta com a participação de crianças de todas as idades e para cada faixa etária é preciso desenvolver atividades específicas. “As crianças pequenas entram no estande e curtem a atividade por bastante tempo. Já os estudantes de ensino fundamental e médio querem passar rapidamente de um estande para outro.”

Com o tema Economia Verde, Sustentabilidade e Erradicação da Pobreza, a 9ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia engloba debates sobre segurança alimentar e nutricional, energias renováveis, biodiversidade, água, educação, reciclagem e tecnologias. No total, 96 instituições públicas e privadas participam da semana. As cidades onde ocorrem atividades e a programação podem ser consultadas no site do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. A entrada é gratuita.

 

Edição: Talita Cavalcante