Criação dos subtetos é a vitória da tese da racionalidade, diz Aécio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 24 de novembro de 2003 as 19:56, por: cdb

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves, disse nesta segunda-feira estar satisfeito com o acordo feito no Senado que manteve os subtetos salariais diferenciados nos estados. A proposta foi apresentada na reforma da Previdência aprovada pela Câmara.

– Estou reconfortado pela informação de que serão mantidos os tetos diferenciados nos estados. A proposta respeita, no Judiciário, o salário de desembargador, no Legislativo, o do parlamentar, e, no Executivo, que era a nossa grande preocupação, o salário de governador. Portanto, foi a vitória, a meu ver, da tese da racionalidade – afirmou o governador.

Para ele, mais do que uma economia de recursos públicos, a criação dos subtetos estaduais estipula definitivamente uma regra que impedirá futuros aumentos abusivos de salários, privilegiando uma minoria do funcionalismo público.
 
O governador considera que, além da economia de recursos públicos, a criação dos subtetos vai manter uma regra que impede que sejam criados aumentos abusivos de salários, deixando de privilegiar uma parcela mínima do funcionalismo.

Aécio recebeu nesta segunda-feira o presidente da Câmara, João Paulo Cunha. O parlamentar recebeu o título de cidadão honorário de Belo Horizonte.