Criação da câmara setorial da carne bovina é confirmada por Rodrigues

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 1 de maio de 2003 as 16:57, por: cdb

O ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, cria oficialmente nesta quinta-feira a primeira câmara setorial do Conselho do Agronegócio (Consagro). Trata-se da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva da Carne Bovina, que será instalada durante solenidade na Agrishow/2003, em Ribeirão Preto (SP).

– Esse é um órgão fundamental para a discussão das políticas públicas voltadas à bovinocultura e à melhor organização do setor privado -, diz o ministro.

De acordo com Roberto Rodrigues, o Conselho do Agronegócio – reativado em fevereiro deste ano, em substituição ao Conselho Nacional de Política Agrícola (CNPA) – tem papel estratégico na retomada do crescimento econômico do campo, com a inclusão social, e na aproximação do governo com a sociedade.

Durante este mês, o ministro instalará outras três câmaras setoriais ligadas ao Consagro: sucroalcooleira; milho, sorgo, aves e suínos; e cereais de inverno.

Para o coordenador da iniciativa privada na Câmara Setorial da Cadeia Produtiva da Carne Bovina, Antenor Nogueira, a instalação do órgão representa um avanço, porque criará condições para que sejam delineadas as futuras ações do setor.

– O ministro está criando um espaço de debate e troca de idéias entre o governo e os representantes da bovinocultura -, afirma Nogueira, que também é coordenador da Comissão de Pecuária de Corte da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

A cadeia produtiva da carne bovina é hoje a segunda mais importante do agronegócio brasileiro, atrás apenas da soja. Neste ano, informa Nogueira, o valor da produção bovina deve chegar a R$ 26,96 milhões. O setor deve produzir 7,5 milhões de toneladas em equivalente carcaça, das quais 6,4 milhões se destinam ao mercado interno e 1,1 bilhão à exportação.

A previsão, segundo ele, é de que as vendas externas fiquem entre US$ 1,25 bilhão e 1,3 bilhão em 2003, contra US$ 1,1 bilhão de 2002.

Dono do maior rebanho bovino comercial do mundo, com 183 milhões de cabeças, o Brasil tem uma área de 225 milhões de hectares destinada à criação de gado. O país conta com 2,19 milhões de estabelecimentos pecuários, 750 indústrias de carne e 110 indústrias de armazenagem frigorífica.

Atualmente, a cadeia produtiva gera, em todos os seus segmentos, cerca de 7,2 milhões de empregos diretos. “É o setor que mais emprega no país”, destaca Nogueira.