CPI marca para segunda-feira depoimentos de quatro controladores

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 29 de maio de 2007 as 21:45, por: cdb

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga a crise aérea deverá ouvir na próxima segunda-feira os depoimentos dos quatro controladores de vôo que estavam no Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle do Tráfego Aéreo (Cindacta) 1, em Brasília, na hora do acidente envolvendo o Boeing da Gol e o jato Legacy, no dia 29 de setembro do ano passado, quando morreram 154 pessoas.

A informação foi dada pelo relator da CPI, deputado Marco Maia (PT-RS), após reunião reservada da comissão.
 
– A comissão definiu o roteiro de trabalho para o próximo mês e marcou os depoimentos dos quatro controladores de vôos, que são prioritários -, disse.
 
Essa convocação, no entanto, ainda depende da aprovação de requerimentos pela CPI, o que poderá ocorrer na reunião marcada para as 12 horas desta quarta-feira. Nessa reunião, segundo Maia, deverão ser aprovados outros requerimentos de integrantes da comissão.

A partir dos depoimentos dos controladores, acrescentou o relator, a CPI vai caminhar para uma nova fase, com os depoimentos dos presidentes das companhias aéreas e dos responsáveis pelo setor de orçamento da Aeronáutica. Em junho, a comissão pretende ouvir os três últimos presidentes da Infraero e o atual presidente da empresa.

O presidente da CPI, deputado Marcelo Castro (PMDB-PI), informou que às 11 horas de quarta-feira terá reunião, ao lado do relator e de outros integrantes da comissão, com o secretário nacional de Justiça, Antonio Carlos Biscaia. O objetivo é discutir procedimentos relativos à convocação dos pilotos do Legacy, os norte-americanos Joseph Lepore e Jan Paladino.