CPI do Apagão Aéreo vai convocar Waldir Pires

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 4 de maio de 2007 as 12:45, por: cdb

O primeiro passo da CPI do Apagão Aéreo na Câmara dos Deputados será votar o pedido de acesso a todos os documentos que tratam de investigações sobre o acidente com o avião da Gol em setembro do ano passado que matou 154 pessoas. O presidente da CPI, Marcelo Castro (PMDB-PI), disse nesta sexta-feira que tentará votar esse requerimento  na reunião, marcada para terça-feira.

Castro reuniu-se com assessores nesta sexta-feira para analisar os requerimentos. Segundo ele, há pedidos de convocação, como a do ministro da Defesa, Waldir Pires. 

O requerimento, de acordo com o deputado, foi o primeiro protocolado na CPI e, por isso, terá prioridade.

De autoria dos tucanos Gustavo Fruet (PSDB-PR) e Wanderlei Macris (PSDB-SP), o requerimento solicita informações das apurações feitas pela Aeronáutica e pela Polícia Federal sobre o caso e ainda pede os relatórios realizados pelo Tribunal de Contas da União (TCU) sobre os problemas no sistema aéreo brasileiro.

Castro acredita que o requerimento não terá dificuldades em ser aprovado pela CPI, embora seja um pedido da oposição, minoria dentro da comissão. “O requerimento está em sintonia com o que eu e o relator estamos pensando”, disse, sobre a intenção de começar a CPI pelo acidente com o avião da GOL.

O presidente disse que vai respeitar a ordem de chegada dos requerimentos, mas que pretende priorizar os que tratam do acidente. “Se aparecer um requerimento sobre outro assunto, acho que devemos deixar para depois”, explicou. “É preciso dar um sentido”, ressaltou.

O deputado disse que defenderá que os depoimentos sejam dados somente depois da análise dos documentos que serão solicitados. “Acho que seria mais conveniente nos debruçarmos nos documentos antes”, explicou.

Além da convocação de Pires, há requerimentos de convocação de presidentes das empresas aéreas, da Infraero, da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), entre outros.