Corrida do Judiciário atrai cada vez mais atletas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 20 de outubro de 2012 as 09:04, por: cdb

Um estímulo à saúde, à integração dos servidores e suas famílias e uma chance de descarregar o estresse, a IX Corrida do Judiciário atraiu mais de 350 inscrições, com representantes do Superior Tribunal de Justiça (STJ), da Advocacia-Geral da União (AGU), do Tribunal Superior do Trabalho (TST), do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDF) e vários outros órgãos do Judiciário. Além dos servidores do STJ, seus familiares também participaram.

O coordenador da corrida, Sartre Gonçalves Santos, da Secretaria de Serviços Integrados de Saúde do STJ, explica que a corrida começou em 2000, como Encontro de Corredores do STJ e que somente em 2004 foi aberto para outros tribunais e órgãos do Judiciário. “O evento é muito importante para estimular um estilo de vida ativa. Não é só uma competição, mas uma integração e confraternização entre os servidores”, destaca. Ele informou que a corrida deste ano teve três percursos, um de 10 quilômetros, um de cinco e um último trecho para caminhada de três quilômetros.

Largada e futebol de botão

A largada da corrida foi dada pelo presidente do STJ, ministro Felix Fisher, que destacou que a Corrida do Judiciário já se torna uma tradição do Tribunal e é um importante fator para melhorar o relacionamento entre os servidores. “Qualquer estímulo a disputas salutares e confraternização á válido, pois nem todos têm tempo ou acesso a clubes e academias. Para integrar os servidores vale até futebol de botão”, brincou o presidente.

Outra magistrada da corte, a ministra Nancy Andrighi participou do percurso de caminhada e, segundo ela, “sobreviveu”. Para a ministra, a corrida é uma chance de encontrar os colegas sem o “uniforme de trabalho”. “Todo o benefício para os servidores é importante. Não devemos encarar o tribunal só como um local de passagem”, destacou.

Outro coordenador da corrida, Leonardo Rodrigues da Cunha, também da Secretaria de Serviços Integrados de Saúde do STJ, diz que a Corrida do Judiciário é parte do programa “Vida Ativa” do STJ, que oferece diversas atividades. Entre outras, os servidores podem praticar pilates, yoga e jiu-jitsu. Segundo Rodrigues, várias propostas estão sendo estudadas para novas atividades, como artesanato e meditação.

Participação de todos

O presidente da Associação de Servidores do TST, Egídio Costa e Silva, elogiou a iniciativa do STJ e destacou a importância desse evento para a integração dos servidores do Judiciário. Ele apontou que as corridas de rua em Brasília têm crescido muito e ganhado destaque no calendário esportivo da cidade. Ele avalia como muito positivo que as associações de classe também promovam seus eventos. Ele apontou que o TST tem um clube de corredores e que atividades físicas ajudam a aumentar a produtividade no trabalho e a saúde dos servidores.

Uma das ganhadoras da corrida, a analista judiciária do STJ Luzia Mendes Rocha, concorda com esse ponto de vista. Ela afirma que começou a correr com os programas do Vida Ativa e em dois anos perdeu quase 20 quilos. “Não tenho problemas de pressão ou diabetes e tenho muita disposição”, declarou. Ela está se aposentando e a corrida de hoje é sua saideira.

Confira os campeões desta edição da Corrida:

RANKING5 KmMASCULINO1º Lugar: José Portillo2º Lugar: Valdemir Antônio FelizFEMININO1º Lugar: Marilene Beserra Torres2º Lugar: Eliana Evangelista10 Km MASCULINO1º Lugar: Geraldo Mendes2º Lugar: Cleber da Silva FEMININO1º Lugar: Luzia Mendes da Rocha2º Lugar: Clara Diana