Corpus Christi mobiliza milhares de pessoas no Grande Rio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 23 de junho de 2011 as 14:51, por: cdb
Corpus Christi
Os tapetes coloridos foram desenhados por centenas de fiéis no Rio e Grande Rio

Valorizando as tradições culturais da cidade, a Prefeitura de São Gonçalo, em parceria com a Arquidiocese de Niterói, comemora o sucesso na realização da procissão de Corpus Christi, nesta quinta-feira. Cerca de 60 mil pessoas compareceram ao evento. Em São Gonçalo, o evento religioso – também presente em diversos outros municípios – se tornou conhecido em todo Brasil por aliar religiosidade e arte, por meio da confecção de centenas de painéis sobre o tema. Neste ano, foram produzidos 231. A festa gonçalense dá origem ao maior tapete religioso da América Latina, com extensão aproximada de dois quilômetros.

Na visão do secretário de Cultura e Turismo e presidente da Fundação de Artes de São Gonçalo (Fasg), Carlos Ney Ribeiro, o evento é uma bela demonstração de fé, porém, também expressa a forte influência que a arte incide sobre a população gonçalense.

– São Gonçalo é uma cidade artística e o tapete de Corpus Christi ressalta mais uma prova disso a cada ano – definiu Carlos Ney.

No mesmo tom, o secretário de Desenvolvimento Econômico Ciência e Tecnologia, Adolpho Konder, ressaltou a importância da cidade nesta comemoração.

– Hoje o Corpus Christi de São Gonçalo é considerado um marco do estado. Um momento em que se reúnem diversas comunidades da igreja católica e que já faz parte da nossa cultura religiosa. Temos o maior tapete de sal da América Latina e, por isso, São Gonçalo se tornou referência nacional – observou Adolpho Konder, que também esteve no evento.

Assim como nos anos passados, a participação da população superou as expectativas dos organizadores, enchendo as ruas do Centro de São Gonçalo com expressões, gestos e mensagens de fé.

– Os esforços conjuntos entre as secretarias da Prefeitura asseguraram uma organização muito boa, que ofereceu segurança e bem estar aos fiéis durante o evento – avaliou o secretário Carlos Ney.

A missa campal foi celebrada pelo arcebispo de Niterói, Dom Alano Maria Pena. Logo após começou a procissão, sobre o tapete que reuniu 231 painéis, com imagens e mensagens de paz. O tapete foi abrigado em trecho que compreende as ruas Cel. Moreira César, Doutor Feliciano Sodré e Doutor Nilo Peçanha, vias principais que cortam o centro da cidade.

Para produzir os painéis, os grupos paroquiais utilizaram cerca de 100 kg de serragem, borra de café, 46 toneladas de sal grosso (colorido e branco) e 2,4 mil litros de xadrex. A ocupação do solo foi de, aproximadamente, dois quilômetros.

Além de ser uma das mais fortes manifestações de fé do Brasil, a iniciativa da Prefeitura, junto com a Arquidiocese de Niterói, reforça a preservação das expressões culturais e turísticas no município.

Manifestação de fé

Os tradicionais tapetes de sal grosso que anualmente tomam conta de um trecho da Avenida Chile, nas imediações da Catedral de São Sebastião do Rio de Janeiro, também chamavam a atenção de quem passava pelo Centro do Rio, calmo e sem a agitação dos dias normais, nesta quinta-feira.

Muito coloridos e ricos em detalhes, os tapetes são confeccionados em comemoração ao dia de Corpus Christi. No início da tarde desta quinta-feira, uma procissão, também em comemoração à data católica, partiu da catedral passando pela Avenida Rio Branco e pela Candelária. Segundo informações de policiais do 13º BPM (Centro), são aguardados 60 mil pessoas para a manifestação religiosa. Pelo menos 80 PMs devem reforçar o policiamento durante a procissão.

Comments are closed.