Corpo de criança que caiu da varanda no Rio será enterrado nesta segunda-feira

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 31 de dezembro de 2012 as 10:47, por: cdb
Atualizado em 14/11/16 21:39
O corpo do bebê de um ano e quatro meses que morreu ao cair da varanda, será enterrado nesta segunda-feira
O corpo do bebê de um ano e quatro meses que morreu ao cair da varanda, será enterrado nesta segunda-feira

O corpo do bebê de um ano e quatro meses que morreu ao cair da varanda de um apart-hotel na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, foi enterrado nesta segunda-feira no Cemitério Campo da Esperança em Brasília . O velório está marcado no mesmo local, e o enterro acontece em seguida.

No sábado, a Polícia Civil do Rio interditou os apartamentos vazios do apart-hotel Paradiso, onde o menino morreu. Segundo informações do portal G1, a criança, Henrico Salazar Padilha, caiu de um vão da varanda da varanda do quarto andar do prédio, na última sexta. A tragédia está sendo investigada como crime de homicídio culposo,  quando não há intenção de matar.

Os pais da criança, que moram em Brasília, tinham acabado de chegar ao Rio pra comemorar o réveillon. Segundo o delegado adjunto da 16ª DP (Barra da Tijuca), Robson Gomes, o pai contou, em depoimento, que a família subiu até o quarto com o maleiro do hotel e, enquanto ele recebia as malas e pagava o funcionário, a mãe e o bebê ficaram na varanda aguardando. Ainda o relato do pai, o menino teria caído no momento em que a mãe se virou para falar com ele.

Peritos foram até o hotel e, segundo eles, há um espaço entre os vidros da varanda de cerca de 40 centímetros, que permite a passagem de uma criança pequena. A polícia aguarda os laudos finais da perícia e do Instituto Médico Legal (IML) para dar prosseguimento às investigações.

De acordo com o delegado, na próxima semana, os responsáveis pelo hotel, pela construção do prédio e pela fiscalização da estrutura do imóvel serão chamados a depor. O objetivo é apurar se o hotel teve alguma responsabilidade no caso.

Em nota, o Condomínio Residencial Paradiso lamentou o ocorrido e informou que vem prestando toda a assistência à familia e está acompanhando de perto a conclusão do inquérito.